Tamanho do texto

Especialista em sexualidade e colunista do iG Delas, Cátia Damasceno explica de que forma melhorar a lubrificação e acabar com a secura vaginal

O caminho para o prazer sexual é dividido em três etapas: desejo, excitação, e o tão esperado orgasmo . A especialista em sexualidade e colunista do Delas, Cátia Damasceno, criadora do projeto Mulheres Bem Resolvidas, explica que existem casos de mulheres que não conseguem obter a lubrificação feminina necessária e, por isso, podem não completar todas as etapas do prazer.  “Quando isso acontece, a penetração pode ser dolorosa”, explica. “A lubrificação insuficiente costuma ser um dos principais motivos para mulheres não chegarem ao orgasmo”, completa. 

Leia também: Procedimentos estéticos na vagina podem melhorar a vida sexual; entenda

Cuidar da lubrificação feminina pode significar mais prazer no sexo
shutterstock
Cuidar da lubrificação feminina pode significar mais prazer no sexo


Ela também conta que os motivos que levam à falta de lubrificação feminina podem ser variados. “Pode ser decorrente do entupimento de glândulas, de problemas hormonais, ou questões emocionais e psicológicas”, alerta.

Para explicar o que pode ser feito, Cátia ensina que é preciso prestar atenção ao próprio corpo durante o sexo e também notar seus sentimentos. “Problemas emocionais podem fazer com que a mulher não sinta vontade ou excitação, e por isso elas não vão chegar ao ponto de produzir a lubrificação natural. Mas se você sente tesão, provavelmente trata-se de um problema físico”, comenta a especialista. Assim, Cátia lista o que deve ser feito para aumentar a lubrificação da mulher: 

Leia também: 9 coisas importantes sobre lubrificante e 4 momentos que ele pode te salvar

1. Evitar o excesso de uso do sabonete íntimo

Segundo a colunista, utilizar muito sabonete íntimo pode ser um problema. “Sem deixar de lado a sua higiene íntima, verifique se você não está usando uma quantidade muito grande do produto, o que pode alterar o pH da flora vaginal. Pode ser que mudar a marca e o tipo de sabonete ajude um pouco mais”, considera.

2. Procurar um médico

Cátia destaca que a visita ao ginecologista ou até mesmo ao endocrinologista pode ajudar a verificar se a saúde relacionada à produção de hormônios está indo bem. “Verifique hormônios como tireoide, TG3, TG4, cortisol, prolactina, testosterona livre e testosterona total”, resume. “O médico também pode analisar se as glândulas estão entupidas”.

3. Reduzir o consumo de álcool e café

Principalmente durante o período de tratamento para aumentar a lubrificação, é importante reduzir o consumo de bebida alcoólica e café, que costumam desidratar o organismo.

4. Praticar pompoarismo

Considerada uma das melhores práticas para aumentar a lubrificação feminina, o fortalecimento dos músculos do assoalho pélvico ajuda a desentupir as glândulas e estimula a produção do líquido lubrificante. “E ainda facilita o processo para chegar ao orgasmo”, finaliza Cátia. Quer tirar mais dúvidas sobre sexo? Acompanhe a coluna da Cátia Damasceno  no Delas!

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.