Tamanho do texto

Não há motivo para ficar parado depois dos 50 anos: os exercícios físicos são essenciais para cuidar da saúde, desde a caminhada até a musculação

Esqueça aquela velha imagem de hidroginástica, alongamento e pilates como as únicas opções de exercícios físicos para quem passou dos 50 anos. Embora eles possam - e devam - integrar a sua rotina, de forma alguma devem ser os únicos.

Leia também: Como emagrecer depois dos 50? Saiba como conseguir os melhores resultados

Mulher de meia idade treinando musculação na academia arrow-options
shutterstock
Tão importante quanto as caminhadas, os exercícios físicos de musculação ajudam a manter a musculatura forte

“Exercícios como caminhadas, hidroginástica ou exercícios de alongamento têm muitos benefícios, como aliviar dores da artrite e evitar o aparecimento de lesões e de doenças crônicas. Mas a musculação nessa idade também é muito importante”, observa Carla Nunes, profissional de educação física da rede de academias Just Fit.

Segundo Carla, os exercícios físicos desse tipo ajudam a combater a perda de massa muscular, que ocorre naturalmente após os 40 anos de idade. Mas não pense que os benefícios para a saúde vêm só para o seu físico. 

“Uma das principais recompensas por optar por uma vida ativa é a socialização, melhoria do bem-estar e aumento da autoestima”, acrescenta a educadora física Cau Saad.

Os cuidados com exercícios físicos após os 50

Personal trainer orientando mulher de meia idade na academia arrow-options
shutterstock
Antes de começar a praticar exercícios físicos após os 50, consulte seu médico e procure a orientação de um personal

Apesar dos benefícios à saúde física e mental, ser ativo depois dos 50 anos também requer cuidado redobrado.

“Essas pessoas devem passar pelo médico antes de iniciarem a atividade física para que se conheça o estado geral de saúde, antes da prescrição de qualquer tipo de treino”, recomenda a fitness coach Vanessa Furstenberger.

E mesmo quando você já estiver liberado para entrar na onda fitness depois dos 50, Carla e Cau lembram que é essencial ter acompanhamento especializado, principalmente no caso da musculação, para garantir que tudo correrá bem.

Por fim, Cau recomenda que os praticantes de exercícios físicos nessa faixa etária lembrem-se de se manter hidratados e estejam sempre com roupas de ginástica leves e confortáveis, bem como calçados adequados para a prática escolhida.

Leia também: Veja quais os cuidados para não se lesionar com os exercícios em casa

5 exercícios físicos para experimentar após os 50 e sair da mesmice

Agora que você já sabe um pouco mais sobre os benefícios da atividade física após os 50 e quais as precauções que deve tomar, é hora de conhecer alguns exercícios diferentes, que você deve experimentar se quiser manter sua vida ativa nessa faixa etária.

O infográfico abaixo tem cinco recomendações feitas pelas educadoras físicas que te ajudarão na missão de fugir do sedentarismo e inovar na rotina.

Leia também: 9 exercícios de musculação bem tradicionais, mas que são pura perda de tempo

É claro que estes não são os únicos exercícios físicos que você pode praticar (ou continuar a praticar) após os 50 anos. Mas eles são um bom começo para pegar o ritmo e, eventualmente, expandir o seu repertório - sempre com o acompanhamento de um educador físico ou personal trainer.