O corpo passa por diversas transformações ao longo do tempo, em especial quando se atinge os 50 anos. Assim como emagrecer depois dos 30 não é uma tarefa fácil, perder peso depois de alcançar a melhor idade fica mais complicado ainda.

especialista dá dicas para emagrecer depois dos 50 anos
shutterstock
A nutróloga Ana Luisa Vilela, especialista em emagrecimento, ensina dicas para emagrecer depois dos 50 anos

"Com a idade, o corpo fisiologicamente perde músculo, há alterações hormonais e perdemos água. Ai fica mais difícil perder calorias e emagrecer , e temos tendência a ganhar mais gordura com essas alterações", explica Ana Luisa Vilela, nutróloga especialista em emagrecimento.

Os locais que mais acumulam a chamada gordura resistente são o culote, as coxas e o quadril, além, claro, o abdômen. A efetividade na queima de calorias varia de acordo com a pessoa e a intensidade do exercício.

"Uma pessoa de 50 pode eliminar até mais do que uma pessoa de 30 se a pessoa [de 30] for mais sedentária e tiver menos músculos", afirma a nutróloga. Por isso, ela indica que praticar exercícios e manter hábitos saudáveis são formas eficazes de combater as dificuldades para perder peso .

Leia também: Jejum intermitente, low carb... Dietas da moda são eficazes para perder peso?

Ana Luisa Vilela lista algumas dicas para emagrecer nessa faixa etária:

  • Manter bons hábitos;
  • Não tomar muito bebidas alcóolicas;
  • Dormir bem;
  • Praticar atividade física;
  • Se hidratar;
  • Diminuir carboidratos;
  • Caprichar nas proteínas boas;
  • Procurar não ter prazer só com alimentos;
  • Manter exames periódicos em dia;
  • Comer pequenas porções e ficar em jejum prolongado.

Cuidados ao emagrecer depois dos 50

emagrecer depois dos 50 anos
shutterstock
Perder peso depois dos 50 anos exige alguns cuidados, em especial com a pele, para evitar a flacidez

Emagrecer depois dos 50 anos exige alguns cuidados, em especial para acabar com a flacidez que pode surgir ao eliminar alguns quilos. "Tem que fazer, paralelamente, tratamentos para a pele, para não ter tanta flacidez", recomenda a especialista.

Além disso, ao chegar nos 30 anos, Ana alerta para a importância de trocar gordura por massa magra. "Se você entrar com mais massa magra nos 40 anos, nos 50 anos, você, provavelmente, terá um metabolismo maior e vai conseguir comer mais e vai ter uma vida melhor", pontua.

Leia também: Tchau, dietas! 10 dicas para emagrecer sem sufoco e restrições no cardápio

Outro fator destacado por ela foi os benefícios de priorizar o ganho de massa ao fazer exercícios para emagrecer . "[Com isso,] a pessoa fica mais forte e não tem mais esse peso. O grande vilão dos 50 anos é a perda da massa muscular e a desidratação. São esses efeitos que a gente tem que minimizar", finaliza Ana Luisa.

    Leia tudo sobre: dieta

    Veja Também

      Mostrar mais