Tamanho do texto

Norte-americana afirma que comer alimentos sólidos a faz perder coisas importantes: "É como se a comida atrapalhasse minha vida"

A americana Audra Bear, de 25 anos, afirma ser adepta de uma dieta diferente daquelas convencionais e chamou a atenção na internet. A mulher se diz "respiratoriana", que consiste em não comer nada sólido e se alimentar somente da energia da natureza.

Leia também: Estudo mostra como seguir conselhos de influenciadores digitais pode ser ruim

jovem se alimenta da natureza
Reprodução/Instagram/@audrabear
A americana Audra Bear adotou a dieta de respiratorianismo, que consiste em "se alimentar" da natureza


Audra declara que tentou inúmeras dietas ao longo da vida, como veganismo e vegetarianismo, mas encontrou seu estilo de alimentação na vida prânica, ou seja, no ato de viver da energia da natureza. Para ela, os alimentos são empecilhos do prazer de viver.

"É como a sensação que você tem quando é criança e está brincando com seus amigos e sua mãe te chama para jantar, você não quer parar o que está fazendo e percebe que está se divertindo tanto que nem quer comer. É esse tipo de vida que me agrada. É como se a comida atrapalhasse minha vida", conta a jovem ao site Metro .

Dieta e jejum por quase 100 dias

jovem
Reprodução/Instagram/@audrabear
Audra investiu em um jejum de quase 100 dias no começo da dieta de respiratorianismo: "Nunca estive tão saudável"


A dieta da norte-americana é composta por, basicamente, chás, sucos de frutas, sucos verdes e águas frescas de coco. Apesar disso, Audra comenta que em algumas festas ela abre exceções e come de vez em quando.

Ela também pontua já ter feito jejum por 97 dias quando aderiu ao "respiratorianismo". "A respiração te ajuda a perceber quem você é e o que você precisa ou não precisa. Eu nunca pretendi parar de comer. Comecei a praticar 40 minutos por dia e, depois de cinco dias, não sentia mais fome por alimentos sólidos", explica.

"Respiração é a base da cura e desintoxicação para o corpo físico e emocional, 70% das toxinas do corpo são liberadas através da respiração", acrescenta.

Segundo a jovem, por meio dessa dieta é possível compreender que a energia de uma pessoa vem da força da natureza ao redor dela. "Você pode comer, se quiser, para entretenimento ou ambientes sociais, mas saiba que sua energia é proveniente da força vital ao seu redor", afirma Audra.

Leia também: Blogueira abandona dieta e diz estar mais feliz “cheia de curvas”

Como resultado, a americana de Minnesota relata que se sente muito melhor após aderir ao " respiratorianismo" . "Minha energia está elevada, meus sentidos estão mais fortes e sinto que nunca estive tão saudável. Eu me sinto relaxada sobre a vida e com uma conexão mais profunda comigo mesma", complementa.

A rotina de uma pessoa respiratoriana

jovem
Reprodução/Instagram/@audrabear
A rotina dela é diferente das demais. Para começar, seu café da manhã consiste em respirar na natureza


As atividades da jovem para manter esse estilo de vida são bem diferentes das demais, com inúmeros momentos de conexão com a natureza. "Eu sempre faço uma sessão de respiração de manhã, cerca de 45 minutos de respiração lenta controlada. Depois eu vou praticar ioga, tomar sol, respirar mais, passar tempo na natureza e fazer caminhadas", conta Audra.

Ela também costuma viajar bastante, o que considera fundamental para esse modo de viver. Além disso, a mulher ressalta que uma boa qualidade de vida está relacionada a fazer coisas que gosta. "Este estilo de vida é sobre brincar e se divertir, fazendo as coisas que você realmente gosta de fazer. Eu gosto de fazer meus próprios sucos, então frutas e vegetais são sempre divertidas para mim", destaca.

Respiratorianismo é seguro?

jovem
Reprodução/Instagram/@audrabear
Nutricionista fala sobre essa prática e adverte que o organismo precisa das calorias dos alimentos para funcionar


Muitos internautas condenam essa prática e afirmam que a dieta não passa de uma fraude. Segundo informações do Metro , o NHS ( National Health Service ), serviço de saúde do Reino Unido, classifica os hábitos alimentares da americana como uma dieta de baixa caloria e aconselha o acompanhamento de médicos especialistas nesses casos.

Esse estilo de vida é mais adotado por pessoas obesas – com aval dos médicos – e ainda assim deve ser seguido com cuidado. Para começar, ser respiratoriano não é a primeira opção quando o assunto é perder peso. Além disso, caso seja recomendada, a dieta deve durar poucas semanas ou ser intermitentemente – de dois a quatro dias da semana.

A nutricionista Helena Gibson-Moore contou ao Daily Mail que todo mundo precisa de calorias para que o corpo funcione da maneira correta e não há nenhuma evidência científica de que é possível obter os nutrientes necessários para ser saudável apenas se alimentando da natureza.

"Uma dieta que inclui apenas sucos de frutas e chás tem pouca energia, embora a perda inicial de peso possa ocorrer, a longo prazo você estará perdendo nutrientes importantes para uma boa saúde", explica a nutricionista.

Leia também: Não tem tempo? Saiba como fazer exercícios e emagrecer sem ir à academia

"Consumir apenas um grupo de alimentos, como frutas e vegetais, sem equilibrá-los com outros grupos de alimentos, não é saudável e pode ser prejudicial se mantido ao longo do tempo", alerta Helena.

Para Audra Bear, sua dieta vai além dos hábitos alimentares e está relacionado ao bem-estar. "Viver dessa maneira é muito longe da vida tradicional, mas esse estilo de vida também traz saúde e felicidade. É aí que meu foco sempre estará", finaliza.

    Leia tudo sobre: dieta