Tamanho do texto

Em entrevista, a atriz conta como a dança influencia seu bem-estar; leia

Women's Health

Não à toa o tempo parece não passar para Letícia Spiller. Capa da Women's Health Brasil de maio, a atriz tem seu foco total na saúde: não é da noitada nem fã de drinques alcoólicos; sua comida preferida é uma salada bem elaborada. Exercícios físicos não são uma obrigação e, sim, parte da rotina; e acordar cedo e fazer ritos tibetanos dão tranquilidade.

Leia também: Cuidados com o corpo: modelo fitness Markelly Oliveira fala de seu dia a dia 

 Letícia Spiller
Reprodução/Instagram
Letícia Spiller é capa do mês da WH de maio e, em entrevista, fala sobre os cuidados com o corpo e com a mente

Abaixo, você conhece mais sobre os cuidados que Letícia Spiller tem com corpo e mente:

Você procura estar sempre em movimento…

Sim. A dança, principalmente, é meu prazer maior. Esse amor veio desde criança. Desde muito pequenininha eu me lembro de ficar dançando na sala, sozinha. Dei a sorte de morar num apartamento bem grande no Leme (RJ), que tinha uma sala ótima. Botava música e ficava dançando sozinha por horas. Lembro de dar saltos na sala usando as músicas da banda Santa Esmeralda.

Hoje em dia eu faço uma aula maravilhosa com Jean Marie Dubrul, que é meu professor há 20 anos. Quando me indicaram a aula dele, disse que não queria fazer balé clássico, que não tinha nada a ver comigo, que eu era da dança contemporânea. Aí soube que ele dava duas aulas: uma mais moderna e a outra clássica.

Leia também:Descobrimos o segredo do corpo de Cleo Pires e vamos contá-lo para você

Fui experimentar e me apaixonei pelas duas. Porque ele dá aula de uma forma mais solta. A coisa que eu mais amava é que ele falava: “Não conta, dança, sente a música!”. Hoje não conto mais. Adquiri esse hábito com ele. E, ao mesmo tempo, você escuta músicas boas.

Hoje tenho conseguido dançar de uma a duas vezes na semana e, às vezes, nenhuma. Esta semana, por exemplo, não vou conseguir ir, mas semana passada eu fui duas vezes.

E que outras atividades tem praticado?

Faço também musculação com aeróbico, porque acho muito importante trabalhar o cardíaco, a resistência. Até mesmo para a dança, para fortalecer, não se machucar. Eu amo pilates , mas, se eu fizer, aí não pratico musculação. Porém estou querendo retomar.

E ainda tem a yoga… Faço os ritos tibetanos logo pela manhã, em jejum, que são cinco posturas da yoga. E isso faz o metabolismo girar pela manhã, sabe? Mas sinto muita saudade de fazer uma hora e meia, sozinha, em jejum, todo dia.

Desde que minha filha [Stella, 8 anos, do relacionamento com o fotógrafo Lucas Loureiro] nasceu, não consigo mais, porque preciso me dedicar a ela. Todo tempo livre que tenho pela manhã é dela. Gosto de levá-la para as atividades, de estar junto. Acho importante. Não abro mão disso.

Você é do time que gosta de acordar cedo para se exercitar?

Gosto. Quando consigo começar o dia com a dança, é maravilhoso.

Leia também: Dançar em casa é alternativa para quem quer perder peso sem fazer academia

O que nota que a atividade física faz por você?

Acho que ela me traz todas essas substâncias que ajudam na autoestima, além do prazer.