Tamanho do texto

Alimento ajuda a emagrecer e prevenir o envelhecimento e até combate algumas doenças; veja como consumir a chia sem perder suas propriedades

Conhecida como a semente “milagrosa“, a chia é a prova de que é possível combinar todos os nossos maiores desejos para uma dieta saudável em um só alimento. Os benefícios da chia incluem a capacidade de auxiliar no emagrecimento, diminuir o inchaço corporal, melhorar a pele, abaixar os níveis de colesterol ruim e ainda prevenir doenças como câncer e pressão alta.

Nutricionista lista 6 benefícios da chia, que incluem combate à inflamação crônica e ao envelhecimento precoce
shutterstock
Nutricionista lista 6 benefícios da chia, que incluem combate à inflamação crônica e ao envelhecimento precoce


Leia também: Dieta low carb é alternativa para manter o peso depois de emagrecer

Parece mágica, mas não é. A verdade é que o alimento tem propriedades nutricionais altamente positivos para o organismo e os benefícios da chia agradam, principalmente, quem procura perder medidas porque age na sensação de saciedade, adiando a fome.

Isso acontece quando o alimento entra em contato com líquido, que faz com que a semente inche e preencha o estômago - por isso é comum consumi-la com sucos, iogurtes e vitaminas. É possível ver como funciona ao deixá-la de molho na água.

Além de extremamente ricas em fibras, a  semente de chia é uma proteína completa: tem o dobro de potássio que a banana, três vezes mais antioxidantes que mirtilo, seis vezes mais cálcio que o leite e oito vezes mais ômega 3 que o salmão.

 Cultivada em países como México, Argentina, Bolívia, Guatemala, Peru e Colômbia, as sementes se parece as de papoula, e podem ser pretas, brancas ou acinzentadas. É possível adicioná-las à frutas, e molhos de salada.

Os valores nutricionais do alimento surpreendem: em cada 100 gramas são encontradas 595 Kcal de energia, 16 g de proteínas, 44 g de carboidratos e 31 g de lipídios. Por isso, a semente é uma grande aliada para quem quer perder peso e usa a chia para emagrecer .

Para saber mais como ela age em prol do organismo, a nutricionista funcional especialista em emagrecimento e saúde Giovana De Lucca lista algumas razões para você começar a consumir as sementes agora mesmo.

6 benefícios da chia

Entre os benefícios da chia está trazer uma maior sensação de saciedade quando consumida antes das refeições
shutterstock
Entre os benefícios da chia está trazer uma maior sensação de saciedade quando consumida antes das refeições

1. Controla o diabetes

A semente de chia é rica em fibras, antioxidantes e ômega 3. Quando ingerida,  forma um gel que promove a conversão mais lenta de carboidratos em açúcar, podendo ser, dessa forma, utilizada como coadjuvante no controle da glicemia sanguínea.

Isso contribui na manutenção de um bom controle glicêmico e lipídico em pacientes portadores de diabetes tipo 2, além de convertê-los a pacientes com pré diabetes.

2. Ajuda emagrecer

O gel que se forma em contato com os sucos gástricos, quando ingerido, ajuda a preencher o espaço estomacal, diminuindo a fome e a ingestão alimentar.

3. Reduz o risco de doenças cardiovasculares

A semente de chia também tem como seus principais nutrientes o ômega 3, o que a torna um alimento importante no tratamento de pacientes com dislipidemias, insuficiência coronariana, risco cardiovascular elevado, diabetes tipo 2, resistência insulínica e/ou distúrbios endócrinos.

4. Combate à inflamação crônica

A presença de alguns antioxidantes (ácido clorogênico, ácido cafeico, miricetina, quercetina e flavonóides) torna a semente de chia um alimento com potencial anti-inflamatório, podendo ser utilizado em situações caracterizadas pela inflamação crônica.

5. Evita o envelhecimento precoce

Os antioxidantes, inclusive, também são essenciais no combate ao envelhecimento do corpo, pois tem como função neutralizar os radicais livres, moléculas que oxidam as células, danificando-as e resultando em rugas, linhas de expressão e alguns tipos de doenças, como cataratas, problemas cardíacos, diabetes e, até, Alzheimer ou Parkinson.

De acordo com a nutricionista, o consumo, para obter os benefícios expostos, deve ser em média 30 gramas ao dia, distribuído entre as refeições principais e lanches. A ideia é que o consumo seja feito 30 minutos antes das refeições, diariamente, para melhorar o funcionamento intestinal e reduzir a sensação de fome.

No entanto, é preciso que haja uma mudança no planejamento alimentar e adoção de alguma atividade física para que o emagrecimento desejado ocorra.

Leia também: Lactose é mocinha ou vilã das dietas? 5 dúvidas sobre esse tema respondidas

Outras maneiras de consumir chia

Para conseguir aproveitar todos os benefícios da chia é possível consumir a semente de diversas formas, como gel e farinha
shutterstock
Para conseguir aproveitar todos os benefícios da chia é possível consumir a semente de diversas formas, como gel e farinha

A semente também conta com uma versatilidade em seu modo de consumo que pode agradar diversos gostos e facilita a vida de quem gosta de diversificar o cardápio. Crua, triturada, em gel ou óleo, a semente consegue manter todas as suas propriedades em cada uma dessas formas.

  • Gel

Para obter essa consistência é preciso deixar uma quantidade de uma colher de sopa de chia na água por cerca de 30 minutos. Dessa forma, um gel será formado e deve ser consumido na hora, já que não é recomendado armazenamento para comer depois.

Com a goma formada, é possível ingerí-la pura, sem acompanhamentos, ou aliada a algum mingau, sopa, batida em sucos, receitas de bolo ou até adicionando à molhos de massas, por exemplo.

 Além disso, é possível usar o gel como um substituto de ovos em receitas. Basta misturar uma colher de sopa da farinha de chia com 60 ml de água para obter uma quantidade suficiente para o equivalente a um ovo.

  • Semente seca

É possível também usar a semente com líquidos, como sucos, iogurtes e vitaminas. Essa é a forma mais comum e simples de consumo. Ao misturar uma colher de sopa da semente com um pote de iogurte desnatado de 160 ml entre as refeições são consumidas apenas 70 calorias.

  • Óleo

Há quem encontre a chia em forma de óleo e pode utilizar o produto para temperar saladas ou regar a refeição quando já estiver no prato. Não é recomendado o aquecimento do óleo de chia já que o ômega 3 é facilmente oxidado com o calor, o que prejudica o potencial da semente.

  • Farinha

Além de ser uma boa opção para ser misturada a frutas, sopas, mingaus e sucos, esta versão também pode substituir a farinha de trigo no preparo de receitas de pães e bolos. Sua produção é simples e pode ser feita a partir da semente triturada no liquidificador. Não há restrições sobre o armazenamento da farinha, desde que seja feito em geladeira.

Receita de mousse de chocolate feito com chia

Mousse de chocolate feito com a semente além de ser saboroso, consegue preservar todos os benefícios da chia
shutterstock
Mousse de chocolate feito com a semente além de ser saboroso, consegue preservar todos os benefícios da chia

Apesar de ser sempre associada à pratos fit, engana-se quem pensa que o consumo de chia não pode estar ligado à sobremesas. 

A rede de fast-food saudável Mr. Fit ensina a receita de uma sobremesa low carb com a semente. Simples e prático, o doce fica pronto em poucas horas. Veja detalhes:

Ingredientes

  • 1000 ml de leite de coco concentrado (ou leite de sua preferência)
  • 50 ml de água quente
  • 1 xícara de cacau em pó 100%
  • 4 colheres de adoçante stevia (ou outro de sua preferência)
  • 1 colher (sopa) de extrato de baunilha
  • ½ xícara de semente de chia

Modo de preparo

Em uma tigela misture o adoçante, o cacau e 50 ml de água quente. Mexa com um fouet para obter uma massa pastosa, após adicione o leite de coco, a chia e a baunilha. Misture bem e leve à geladeira até endurecer, por pelo menos 4 horas.

Leia também: Ovo para emagrecer? Sim! Veja como adotar essa ideia na dieta

Observação: Pode enfeitar com morangos, castanhas ou mesmo chocolate amargo ralado. Rende 20 porções de 100 ml. 

A receita, além de deliciosa, consegue preservar todos os benefícios da chia .


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.