Vire e mexe um nutriente é apontado como vilão e muitos defendem que ele deve ser cortado no cardápio por aqueles que querem emagrecer ou seguir uma dieta mais saudável. A lactose já foi colocada nesse posto. Mas será que consumir esse nutriente engorda? É realmente necessário cortá-lo da alimentação  para entrar em forma? 

undefined
shutterstock
Lactose não engorda, mas pode fazer mal para algumas pessoas. Ficou na dúvida? Leia mais sobre esse açúcar


Segundo a nutricionista Ana Paula Del'Arco, que também é consultora da Associação Brasileira de Laticínios (Viva Lácteos), esse rótulo não é justo. Para algumas pessoas a lactose realmente faz mal e deve ser eliminada do cardápio, mas isso não é uma regra geral. 

Essa substância é um tipo de carboidrato, conhecida popularmente como açúcar do leite e seus derivados. Ana Paula explica que ela é uma fonte de energia, mas que para o organismo usar tal energia é o preciso que ela seja quebrada em pequenas partículas. No final, ela vira uma molécula de glicose e outra de galactose.

Aí está o problema: o corpo de algumas pessoas não consegue fazer essa quebra. Em nosso organismo há uma enzima chamada lactase que é a responsável por quebrar esse açúcar do leite e derivados. Tem gente que não produz mais essa enzima ou a produção não é o suficiente para quebrar e absorver tudo que é consumido. Essas pessoas, por exemplo, estão no grupo daquelas que devem retirar a lactose do cardápio. 

Dúvidas sobre lactose respondidas

undefined
shutterstock
Lactose está presente no leite de vaca e seus derivados

Ainda tem dúvidas sobre o tema? Veja perguntas respondidas: 

1. O que é intolerância a lactose ?

É justamente essa dificuldade em quebrar as partículas desse açúcar. Quem apresenta esse problema e consome leite e derivados, segundo Ana Paula, pode apresentar sintomas como, dor, distensão abdominal, inchaço, gases e diarreia. 

A intorelância pode aparecer em diversos níveis em diferentes pessoas. Geralmente o leite é o produto que causa mais problemas. Há quem tenha um intolerância mais leve e consiga, por exemplo, consumir queijo sem apresentar muitos sintomas indesejados, mas que sofra ao beber leite. Há também intorelância mais severa, quando tudo faz mal. 

A indicação são os produtos lacfree. Eles mantém as mesmas propriedades das versões tradicionais, mas como o açúcar já está quebrado, não provocam desconforto nos intolerantes. 

2. Dieta lacfree é uma dieta mais saudável para todos?

Se você tiver um quadro de intolerância, sim. Entretanto, se não apresentar nenhum problema em relação a esse açúcar, esse não é um bom caminho. "Para aqueles que não apresentam intolerância, excluir qualquer grupo alimentar da dieta não é uma opção saudável. No caso do grupo dos lácteos, excluí-los da dieta pode prejudicar o atingimento do correto balanço nutricional, principalmente em cálcio", ressalta Ana Paula.

3. Mas consumir lactose não engorda?

Não. O que acontece é que quando há uma intolerância, o organismo reage e, como disse Ana Paula, pode inchar. Aí, ao cortar esse nutriente, o inchaço diminiu e a pessoa acha que emagreceu e não foi bem assim. 

Além disso, o leite sem lactose tem um índice glicêmico mais elevado que o tradicional e engorda até mais, já que pode provocar mais picos de insulina no sangue - por causa do índice glicêmico - e esse açúcar que "sobra" nas células e não é consumido em forma de energia pelo corpo vira gordura acumulada. 

4. E o que é alergia à proteína do leite?

Esse é outro problema. Nem todo incômodo vivido por quem ingere leite e derivados tem ligação com o açúcar. O problema pode ser uma alergia às proteínas do leite de vaca (caseína, alfa-lactoalbumina, beta-lactoglobulina). Nesse caso, como fala Ana Paula, qualquer quantidade é suficiente para causar uma reação. 

Quem tem APLV (alergia à proteína do leite de vaca) pode ter sintomas como sangue nas fezes, cólicas, diarreia e constipação. Pode também ocorrer problemas de pele como dermatite atópica e outras manifestações cutâneas. 

Nesse caso, a recomendação é não consumir nenhum produto que contenha leite de vaca na composição. Uma alternativa é o leite vegetal . Ainda assim, como ressalta a nutricionista, é preciso um acompanhamento de um profissional para que a dieta dessa pessoa não fique deficiente em nenhum nutriente fundamental. 

Leia também: Sobremesa sem leite: veja receitas saborosas e que cabem na dieta

5. Se não tiver nem intorelância e nem alergia, faz bem consumir leite a vida toda ou esse é um alimento só da infância?

Se não há problemas com lactose ou com as proteínas, não há motivo para retirar o leite do cardápio, pelo contrário. "O consumo do leite e seus derivados são recomendados durante toda a vida, compondo uma dieta balanceada e equilibrada, uma vez que são ricos em cálcio, em proteínas de alto valor biológico, vitaminas, gorduras e tantos outros nutrientes fundamentais para o organismo", afirma Ana Paula.

    Leia tudo sobre: dieta

    Veja Também

      Mostrar mais