Tamanho do texto

De acordo com médica, o ovo ajuda no emagrecimento rápido e também traz uma série de benefícios para a saúde se consumido da maneira correta

O ovo já foi vilão e, há um tempo, figura como mocinho no nosso cardápio do dia a dia. E segundo a Fernanda Silva, médica especializada em medicina integrativa, apostar no ovo para emagrecer é uma ideia simples, com resultados rápidos e que ainda traz benefícios para a saúde. 

Leia também: Dicas para emagrecer - 12 alimentos que ajudam a perder peso

Usar o ovo para emagrecer , de acordo com a médica, contribui para uma silhueta mais enxuta pois esse alimento ajuda na queima de gordura e a manter os níveis de açúcar no sangue controlados, além de contribuir para o aumento da massa magra e para a redução do colesterol ruim. 

De vilão a mocinho e os benefícios do ovo

Usar ovo para emagrecer, segundo médica, é uma boa sugestão já que o alimento não e mais visto como vilão
shutterstock
Usar ovo para emagrecer, segundo médica, é uma boa sugestão já que o alimento não e mais visto como vilão

Segundo Fernanda, a má fama do ovo ganhou força nas décadas de 80 e 90. "Na época, o ovo tinha a fama de vilão porque diziam estar relacionado com as doenças cardiovasculares, alegando que ele seria rico em colesterol", detalha a médica. "Mas, estudos recentes e bem direcionados mostraram que as doenças do coração estão relacionadas a gorduras saturadas e gorduras trans", completa.

A culpa, no final das contas, não era do ovo. Muito pelo contrário. Fernanda lista os benefícios desse alimento para a saúde: "O ovo tem alta qualidade nutricional, é rico em proteínas de alto valor biológico, além de conter minerais como ferro, selênio, zinco e fósoforo; vitaminas A, E, K e do complexo B; carotenóides e colina, que é um importante componente do cérebro."

Para completar, ele também é uma excelente fonte de proteína . "É uma das mais altas entre as fontes de proteína disponíveis na natureza", afirma especialista em medicina integrativa. 

Ovo para emagrecer

Saciedade e menos vontade de comer doces são algumas razões para usar ovo para emagrecer
shutterstock
Saciedade e menos vontade de comer doces são algumas razões para usar ovo para emagrecer

Se você ainda se pergunta se pode comer ovo na dieta, a resposta é sim. Além da série de vitaminas e nutrientes citados, Fernanda ainda defende que esse alimento é um ótimo aliado para quem busca um emagrecimento rápido e destaca quatro pontos: 

1. Menos vontade de comer doces

A gema, por exemplo, é rica em gorduras boas, a monoinsaturada, a mesma que é encontrada no azeite de oliva. Com isso, ajuda a manter controlados os níveis de açúcar no sangue e, consequentemente diminui a vontade de comer doces e traz uma sensação de saciedade por mais tempo. 

"A gema é composta por lipídeos, na sua maioria por ácidos graxos mono e poli-insaturados, além de fósforo, cálcio e ferro. Os ácidos graxos são os responsáveis por manter os níveis de triglicerídes e colesterol, fazendo com que o açúcar no sangue também diminua. Por ser muito protéico, o ovo retarda a digestão, reduzindo a absorção da glicose. Com os níveis de açúcar em equilíbrio, a vontade de comer também diminui", explica a médica.

2. Mais massa magra

A clara já é uma queridinha das dietas e isso não é em vão. Ela é uma fonte de proteína pura e não contém gordura. Para completar, ainda conta com poucas calorias, ou seja, traz saciedade sem "pesar" na quantidade de calorias ingeridas ao longo do dia. 

Segundo Fernanda, a clara ainda ajuda a ter um corpo mais sequinho e torneado ao contribuir para se eliminar gordura e manter e ganhar massa magra.

"A proteína da clara tem um valor biológico muito alto, além de todos os aminoácidos essenciais para a formação do nosso organismo. Essa proteína apresenta quantidades significativas de BCAAs, que são aminoácidos relacionados ao ganho de massa muscular por seu caráter energético e pela sua capacidade de estimular a síntese proteica e a secreção de insulina, fatores que contribuem para o anabolismo e o anticatabolismo", afirma a médica. 

3. Menos fome

Como Fernanda já comentou, tanto clara quanto gema são fontes de proteína e outros nutrientes que ajudam a dar saciedade e, por isso, o ovo para emagrecer é uma boa aposta. Ela dá mais detalhes: "As proteínas são estruturas muito complexas e demoram para ser digeridas. Assim, o consumo de ovos, por causa dessa digestão lenta, ajuda a provocar sensação de saciedade, postergando a vontade de comer novamente".

4. Cabe na dieta low carb

Uma prática muito comum para quem quer emagrecer rápido  é cortar, ou ao menos reduzir, os carboidratos do carpádio. A dieta low carb é bastante conhecida e há quem defenda e quem condene, por acabar se tornando um regime bem restritivo e, com isso, sempre há o risco de deixar de consumir nutrientes importantes para a saúde. 

Entretanto, a low carb bem orientada por um profissional da área de saúde e por um curto período pode trazer resultados interessantes. Quem segue essa dieta, de acordo com Fernanda, pode incluir o ovo no cardápio, já que trata-se de um alimento bem nutritivo e, ao mesmo tempo, com poucas calorias e carboidratos. 

"Comer ovos é uma forma simples, rápida e eficiente de perder peso sem passar fome e manter longe doenças cardiovasculares e o diabetes", resume a médica. 

Como consumir ovo na dieta?

Você pode apostar em ovo para emagrecer de diversas maneiras: nas versões cozidas ou fritas ou como omelete
shutterstock
Você pode apostar em ovo para emagrecer de diversas maneiras: nas versões cozidas ou fritas ou como omelete

Outra vantagem do ovo é que ele é um alimento bastante versátil. Pode ser consumido frito, cozido, em forma de omelete e cabe em diversas receitas. Entretanto, quando o assunto é ovo para emagrecer, a sugestão de Fernanda é optar pela versão cozida, que é a que fica com menos calorias no final. 

Se a ideia é consumir o ovo frito ou em forma de omelete, a médica indica usar poucas quantidades de manteiga ou de azeite. "Só não deve ser consumido cru", completa a especialista. 

Já a quantidade de ovos que pode ser ingerida por dia varia de pessoa para pessoa. "Um atleta tem necessidades diferentes de proteínas de um indivíduo sedentário, por exemplo. Uma pessoa com tendência ao colesterol alto deve ter restrições ao consumo da gema. Cada um tem uma quantidade individual e única permitida por dia", alerta a profissional. 

"De uma forma geral, os estudos afirmam que adultos ou crianças, em boas condições de saúde, podem consumir até um ovo por dia, sem riscos. Caso queira consumir mais ovos, o correto é consultar um nutrólogo ou nutricionista, que irá definir o que é melhor para cada um", diz Fernanda. 

E a dieta do ovo, vale a pena? 

Dieta do ovo aparece na lista das dietas mais famosos no Google e é uma maneira controversa de usar ovo para emagrecer
shutterstock
Dieta do ovo aparece na lista das dietas mais famosos no Google e é uma maneira controversa de usar ovo para emagrecer

Já que o alimento agora é visto como mocinho, é muito fácil encontrar no Google dicas para fazer a chamada "dieta do ovo". A prática faz promessas tentadoras. Há quem diga que é possível emagrecer 7 kg em uma semana ao consumir um ovo, cozido ou poché, antes das principais refeições. 

Leia também: Quais as 10 dietas mais famosas no Google e seus perigos para a saúde?

Mas como no caso da maioria das dietas da moda, é preciso ter cuidado ao usar o ovo para emagrecer dessa forma. Vale se atentar à quantidade do alimento que será ingerida por dia, como já ressaltou Fernanda. E antes de iniciar uma prática dessas, é importante também saber se não há nenhuma restrição. "Algumas pessoas têm intolerância alimentar ou alergia à clara de ovo, e neste caso um emagrecimento baseado em ovo pode piorar a saúde de outras maneiras", alerta a nutricionista Thayana Albuquerque. 

    Leia tudo sobre: dieta
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.