Tamanho do texto

Nutricionista faz uma lista e detalha o que está sendo mais buscado no momento quando a ideia é eliminar aqueles quilinhos a mais. E fique atento, tem muita coisa sem pé nem cabeça que está sendo divulgada por aí

Está com alguma dúvida sobre qualquer tema? Pergunte ao Google! Essa máxima vale também quando a ideia é encontrar uma maneira de perder peso. Com isso, a lista de dietas mais famosas no internet só cresce e tem de tudo um pouco. Algumas são interessantes e fazem até bem, mas muitas das dietas da moda  são verdadeiras roubadas. 

A nutricionista Thayana Albuquerque preparou uma relação com as dietas mais famosas no Google e analisou os riscos e benefícios de cada uma. Será que você já procurou por alguma delas? 

10º - Dieta do ovo cozido

Dietas mais famosas no Google: dieta do ovo promete trazer saciedade e fazer com que se coma menos nas refeições
shutterstock
Dietas mais famosas no Google: dieta do ovo promete trazer saciedade e fazer com que se coma menos nas refeições

A ideia é consumir um ovo cozido ou poché antes das principais refeições. Como é uma fonte de proteína, o ovo traz saciedade e, sendo assim, a pessoa tende a comer menos logo em seguida nas refeições. 

Segundo Thayana, essa não é uma boa prática porque a ideia não é promover a reeducação alimentar e, sim, apenas reduzir calorias. "Acrescenta-se o fato que que algumas pessoas têm intolerância alimentar ou alergia à clara de ovo, e neste caso um emagrecimento baseado em ovo pode piorar a saúde de outras maneiras", alerta a nutricionista. 

9º - Dieta do suco de limão com pimenta

Dietas mais famosas no Google: já pensou em fazer longos jejuns e tomar apenas suco de limão com pimenta?
shutterstock
Dietas mais famosas no Google: já pensou em fazer longos jejuns e tomar apenas suco de limão com pimenta?

Essa dieta ficou famosa há tempos, quando a cantora Beyoncé disse que era adepta da prática. Na época, os comentários eram que a diva pop fazia longos períodos de jejum e se alimentava apenas do suco de limão com pimenta e de chá de bordo. 

O grande risco dessa dieta, na opnião de Thayana, é o jejum prolongado. Nesse período a pessoa pode até emagrecer, mas também pode deixar de consumir uma série de nutrientes importantes para o organismo. Fazer jejum e ingerir apenas esse suco é uma ideia que, de acordo com a nutricionista, não deve ser estimulada. 

Por outro lado, a profissional ressalta que limão e pimenta são ingredientes bem-vindos em uma dieta equilibrada. O limão, por exemplo, ajuda na digestão, além de ser uma boa fonte de vitamina C. Já a pimenta tem propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes. 

8º - Dieta das 600 calorias

Dietas mais famosas no Google: a ideia aqui é reduzir drasticamente o consumo de calorias por dia para emagrecer
shutterstock
Dietas mais famosas no Google: a ideia aqui é reduzir drasticamente o consumo de calorias por dia para emagrecer

Como o próprio nome já diz, para emagrecer, essa dieta propõe cortar calorias . São permitidas apenas 600 calorias por dia, independente da origem delas. E aí está o problema: é uma dieta muito restritiva. 

A nutricionista diz que reduzir calorias até resulta em emagrecimento no curto prazo, mas coloca a saúde em risco. Com tanta restrição é muito difícil suprir as necessidades energéticas e de nutrientes do corpo. "A pessoa provavelmente se sentirá cansada, sem energia e com mais fome, o que torna a dieta difícil de ser sustentada", fala Thayana. 

Para piorar, há o risco comum às dietas restritivas: o efeito sanfona. A pessoa tenta seguir o cardápio com poucas calorias, mas logo desiste e volta a comer até mais do que antes da dieta, engordando tudo o que conseguiu emagrecer e acumulando ainda mais peso, em muitos casos. Melhor passar bem longe disso, como orienta a especialista. 

Leia também: 500 calorias por dia - modelo aceita curvas e faz alerta para riscos de dieta 

7º - Dieta da lancheira

Dietas mais famosas no Google: preparar a própria marmita pode ser uma ótima ideia, mas também um roubada
shutterstock
Dietas mais famosas no Google: preparar a própria marmita pode ser uma ótima ideia, mas também um roubada

Mais uma prática seguida por alguns famosos, como a model Gracyane Barbosa. A ideia é bem simples: você deve montar a sua lancheira com o que vai comer ao longo do dia. Para Thayana, da lista das dietas mais famosas na web essa é uma ótima escolha para quem é organizado e entende como fazer as melhores combinações alimentares. Assim, vai ter sempre um alimento caseiro à mão e vai fugir das tentações das guloseimas que encontramos na rua. 

Mas nem todo mundo se adapta a essa rotina. Segundo a nutricionista, há o risco de perder a paciência e simplesmente colocar tudo o que encontrar na geladeira na marmita. Aí, adeus refeição equilibrada e adeus dieta de sucesso. 

6º - Dieta do vinagre

Dietas mais famosas no Google: vinagre é um aliado da dieta, mas não deve ser visto como a salvação de todos os problemas
shutterstock
Dietas mais famosas no Google: vinagre é um aliado da dieta, mas não deve ser visto como a salvação de todos os problemas

Sim, o vinagre é um boa opção quando o assunto é perder peso . Thayana explica que, se consumido em quantidade pequenas antes das refeições, ele ajuda a reduzir o apetite, além de contribuir para diminuir os níveis de colesterol e dar uma mãozinha para a digestão. Outra possibilidade é, depois de uma consulta médica, fazer suplementação com cápsulas de vinagre de maçã. 

O problema é encarar o vinagre como o salvador da pátria. Só terá esses benefícios quem seguir uma alimentação equilibrada. Para emagrecer com saúde, como ressalta a nutricionista, não adianta apostar em um item, mas, sim, investir na reeducação alimentar. 

5º - Dieta da papinha

Dietas mais famosas no Google: até comer apenas papinha de bebê é uma ideia que tem sido difundida por aí
shutterstock
Dietas mais famosas no Google: até comer apenas papinha de bebê é uma ideia que tem sido difundida por aí

Essa, segundo Thayana, é uma grande maluquice. A proposta da dieta é duas refeições diárias por papinhas para bebês, dessas encontradas em potinhos em supermercados ou lojas para crianças. Esse alimento seria menos calórico que uma refeição padrão e também seria de uma digestão mais fácil. 

Para a nutricionista, tal prática não faz sentido. Ela comenta que se até as mães devem tomar cuidado ao oferecer papinha industrializada aos pequenos, imagine os adultos, que esperam se sustentar só com isso? É regredir o comportamento alimentar e nada mais. 

4º - Dieta do tipo sanguíneo

Dietas mais famosas no Google: até o tipo sanguíneo pode ser determinante para montar um bom cardápio; será?
shutterstock
Dietas mais famosas no Google: até o tipo sanguíneo pode ser determinante para montar um bom cardápio; será?

A ideia agora é montar um cardápio de acordo com o tipo sanguíneo, e a promessa é eliminar até 6 kg por mês com essa simples mudança. "De todas é a dieta mais sem pé nem cabeça, pois se assim fosse não seria necessário avançar nos estudos da nutrigenética, e a humanidade já teria superado todas as causas de doença, já seriamos imortais!", fala Thayana. 

Se tudo fosse tão simples assim, continua a nutricionista, seria preciso apenas quatro tipos de cardápio, um para cada tipo sanguíneo, e tudo estaria resolvido. 

3º - Dieta da comida crua

Dietas mais famosas no Google: comer apenas alimentos crus também é uma dieta e até um estilo de vida
shutterstock
Dietas mais famosas no Google: comer apenas alimentos crus também é uma dieta e até um estilo de vida

Conhecida como crudivorismo, essa dieta também é febre entre famosas. Ela prega eliminar alimentos industrializados e processados, além de cortar também açúcares e farinhas. Para completar, o cardápio, como o nome da dieta diz, é baseado em alimentos crus, portanto, nada de forno e fogão. 

Para Thayana, tudo estaria bem se todos tolerassem os alimentos crus da mesma forma, sem problemas, mas não é isso que acontece na realiade. "Alimentos crus aumentam bastante o risco de adquirir uma intoxicação alimentar. Além disso, alguns nutrientes são melhor absorvidos quando cozidos, e a simples retirada de alimentos que precisam ser cozidos ou aquecidos, como as carnes, ovos e leite, acarreta em deficiências nutricionais", alerta a nutricionista. 

Dessa forma, essa dieta até pode ser uma opção, desde que acompanhada de perto por um profissional. 

2º - Dieta Dukan

Dietas mais famosas no Google: a Dukan prega retirar alguns grupos alimentares do cardápio por um determinado tempo
shutterstock
Dietas mais famosas no Google: a Dukan prega retirar alguns grupos alimentares do cardápio por um determinado tempo

Com a medalha de prata na lista de Thayana está uma dieta bastante conhecida. A ideia é restringir grupos alimentares e, com isso, emagrecer. No começo, a pessoa ingere apenas proteína, não sendo permitido carboidratos ou doces. Em seguida, entram legumes e verduras no cardápio. Depois, as frutas são permitidas, mas há um controle nas porções. Por fim, entram os exercícios físicos e a dieta segue. 

A Dukan até propõe uma reeducação alimentar, mas para a nutricionista, o problema é que muitos optam por essa dieta em momentos de desespero para emagrecer e não quando estão de bem com a vida. "Neste contexto, são poucos os que realmente enxergam na reeducação alimentar uma solução para suas dores. A Dukan é apenas uma dieta restritiva que atrasa todo o processo de transformação de hábitos saudáveis de vida", afirma a profissional. 

1º - Dieta sem glúten

Dietas mais famosas no Google: tirar o glúten da dieta é a ideia mais buscada, segundo nutricionista
shutterstock
Dietas mais famosas no Google: tirar o glúten da dieta é a ideia mais buscada, segundo nutricionista

A campeã das dietas mais famosas no Google, segundo Thayana, é a dieta sem glúten . O perigo aqui é retirar o glúten sem ter necessidade. Há quem tenha alergia ou intolerância a essa proteína e, aí sim, precisam consumir alimentos sem glúten. Fora isso, é uma grande bobagem cortá-lo do cardápio. 

Muita gente tem a falsa ideia de que retirar o glúten emagrece porque, ao fazer isso, acabam comendo bem nenos massas e pães e, consequentemente, ingerem menos calorias. Mas o glúten o poder de emagrecer ou engordar. " A redução do consumo de calorias pode emagrecer, e não o glúten", resume a nutricionista. 

Maiores riscos de seguir as dietas mais famosas sem acompanhamento

Seguir dietas famosas ou aquelas consideradas da moda pode trazer sérios riscos para a saúde
shutterstock
Seguir dietas famosas ou aquelas consideradas da moda pode trazer sérios riscos para a saúde

Thayana ainda afirma que seguir essas dietas, ainda mais sem acompanhamento, pode trazer sérios transtornos, que vão muito além de quilos a mais na balança. "As dietas da moda são perigosas à saúde tanto no aspecto físico quanto no psicológico", fala a especialista.

Para explicar melhor, ela usa como exemplo a dieta do jejum intermitente. "Algumas pessoas ficam o dia inteiro sem comer por falta de organização e planejamento alimentar e usam o jejum para justificar esse mau hábito. Quando comem fazem refeições desbalanceadas e acabam engordando mais ou perdendo massa magra", comenta.

Esse é só o começo do problema. "Por não verem os resultados esperados desenvolvem um sentimento de culpa e desistem da dieta. Esta frustração faz com que a pessoa vá abalando gradativamente sua auto-estima e desacreditando em sua capacidade de superar desafios. Dietas da moda também pode levar à transtornos de ansiedade, desnutrição, bulimia e anoxeria", completa a nutricionista. 

Por outro lado, dietas bem orientadas - sejam elas as dietas mais famosas ou outras que não foram citadas - são o melhor caminho. Até as mais radicais, como a low carb, na qual são excluídos ou se consome uma quantidade mínima de carboidrato, pode ser bem-vinda. Segundo Thayana, ela é utilizada, com acompanhamento médico, para tratar diabetes e resistência à insulina. "O ideal é procurar ajuda profissional para que seja elaborado um cardápio personalizado e seguro", defende a nutricionista. 

    Leia tudo sobre: dieta
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.