O carnaval passou e agora é hora de encarar a realidade: você bebeu – e bebeu mais álcool do que deveria. O dia de hoje mostra isso: a cabeça dói, o estômago e o intestino não estão legais e, possivelmente, você está desejando ter maneirado um pouco, mas não dá para fazer isso mais. Entretanto, há, sim, como curar ressaca.

Leia também: Sucos para emagrecer? Veja dicas para fazer um detox

undefined
Photopin
Ingestão excessiva de álcool pode causar sintomas nada desejados, e muitas não sabem como curar ressaca

Não é de hoje que as pessoas exageram no álcool e sentem os sintomas desagradáveis da ingestão excessiva da bebida, mas ainda há muita dúvida e muitos mitos sobre como curar ressaca . Por exemplo, você sabia que o café pode não ser a melhor solução para a sua ressaca?

De acordo com o endocrinologista Pedro Assed, membro da SBEM (Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia) e mestre em endocrinologia pela UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro), o café ajuda, sim, a melhorar a fraqueza da ressaca e a indisposição, mas a bebida deve ser usada com moderação, já que não vai hidratar a pessoa, algo que é essencial após a ingestão de álcool.

Mesmo assim, o especialista explica que uma xícara de café e uma aspirina podem tornar menos dolorosa a manhã pós-bebedeira .

Já a água de coco pode ser o remédio de como curar ressaca que você realmente estava procurando. “É um dos melhores reidratantes naturais do qual dispomos. Ela é rica em potássio, sódio, magnésio e sais minerais, portanto, é um repositor excelente do status de hidratação corporal", fala Pedro.

"Quando ingerida durante o período de uso de bebida alcoólica, intercalado com o álcool, e nas próximas 24h após ingestão de bebida alcoólica, ajuda bastante a reduzir os sintomas de ressaca como dor de cabeça, náuseas, prostração e fraqueza”, completa o médico.  

Quais medicamentos tomar contra a ressaca?

A água de coco é um remédio porque ajuda a tratar dos sintomas de um mal, neste caso, a ressaca. Entretanto, não é um medicamento, já que não foi elaborada após estudos, por especialistas. É algo natural, como a própria água, que também pode servir como remédio.

Agora, quando se fala em medicamentos, como os analgésicos, é melhor tomar cuidado. “Se o indivíduo se hidratar bem e, mesmo assim, tiver dor de cabeça ou náuseas, deve consultar um médico para receber prescrição de um analgésico ou um anti-emético, remédio para náuseas e vômitos", alerta o especialista.

"Os medicamentos que são vendidos para curar ressaca normalmente contém ginseng ou algum revigorante, guaraná ou cafeína, além de dipirona ou paracetamol e um anti-emético em sua composição. Não aconselho auto-medicação”, afirma Pedro.

Leia também: Jornalista responde post de Danilo Gentili, e hashtag contra gordofobia viraliza

Mas se você não quiser ficar apenas no café, água e água de coco, pode também apostar em outros remédios naturais. Segundo o especialista, sucos ricos em vitamina C, como acerola, kiwi, tangerina, laranja e limão são poderosos antioxidantes e ajudam a diminuir os efeitos da ressaca.

“Alimentos como canela, mate natural e chocolate quente também são úteis para melhorar a disposição e evitar piora da dor de cabeça, mal-estar e astenia [diminuição da força física]. Gengibre, alho e cúrcuma são anti-inflamatórios naturais e podem também ser úteis nessas ocasiões", sugere o endocrinologista.

O que ingerir no dia seguinte

Como já foi aconselhado, quem tomou uns bons drinques na noite anterior e, pela manhã, acordou na maior ressaca, deve ingerir bastante líquido, como sucos e isotônicos, água de coco e água. "Invista em bebida com taurina. Ela ajuda a quebrar a substância tóxica produzida quando o álcool é metabolizado pelo organismo, e refrigerantes e outras bebidas não-alcoólicas que tenham taurina na sua fórmula ajudam na recuperação da ressaca”, indica Pedro. 

Já as frituras e alimentos gordurosos devem ser evitados, já que o melhor mesmo são as carnes magras, legumes frescos crus ou cozidos e alimentos integrais.

Leia também: Youtuber grava vídeo de "tour pelo corpo" para mostrar como é de verdade

“Um dos problemas do álcool é a hipoglicemia, por isso, carboidratos e doces podem ajudar. E ao contrário do que muitos pensam, o consumo de comida gordurosa pode piorar os efeitos da ressaca, então evite leite de vaca, carnes vermelhas e frituras".

O endocrinologista explica que, no período pós-ingestão de bebida alcoólica, ocorre desidratação por perda de sais minerais e eletrólitos. Há também o excesso de diurese, causado pela inibição do hormônio anti-diurético pelo álcool, além da diminuição dos níveis sanguíneos de glicose, provocando hipoglicemia muitas vezes assintomática – sem apresentar sintomas – por períodos prolongados.

“Isso dispara o gatilho de fome e de vontade de repor os estoques baixos de glicose no sangue, acarretando maior vontade de comer doces e alimentos mais calóricos.”

Como evitar o problema

Para não ter de ficar buscando como curar ressaca no dia seguinte de uma festa, da próxima vez que for cair na bebedeira, vale a pena ter em mente algumas dicas que podem evitar os sintomas da ressaca.

Primeiro de tudo, sempre se alimente bem antes de beber. Álcool e estômago vazio não combinam. Além disso, como já aconselhou Pedro, intercale os copos de cerveja, vodka ou outra bebida com copos de água ou água de coco. E também evite misturar as bebidas, um erro enorme que é cometido por muitas pessoas. Sabendo disso, depois é só curtir a festa.

A moderação sempre é o melhor caminho, mas se você perdeu a linha, pode apostar nessas ideias de  como curar ressaca

    Veja Também

      Mostrar mais