Serie documental original do Youtube
Fotos: Divulgação
Serie documental original do Youtube











Leia Também

Leia Também

Nos últimos anos tem crescido o reconhecimento das cantoras negras brasileiras , não só pela qualidade de sua arte, mas por cantarem a vida da mulher preta brasileira. Agora a história dessas divas será contada em série, estreia prevista para 16 de dezembro. 

A série documental Abre Alas tem 6 episódios e homenageia artistas como Elza Soares, Sandra Sá, Preta Gil, Liniker, Tássia Reis e Margareth Menezes. O nome é uma referência à marchinha "Abre Alas", composta por Chiquinha Gonzaga. 


“Eu me sinto honrada em poder apresentar essa série documental que fala sobre histórias de mulheres tão admiráveis, que me inspiram desde sempre, na música e na vida. Hoje, me espelho nessas e em tantas outras para trazer a minha música com amor e verdade, pra que daqui muitos anos eu continue sendo ouvida e entendida, assim como Elza, Sandra, Margareth e tantas lindas vozes pretas”, afirma Agnes Nunes (19), cantora e apresentadora da série. 

Agnes Nunes é conhecida na Internet pelos os seus covers e os seus recentes videos clips, como a Última Dança, Cabelo Bagunçado e VISH. Produzido pela Hysteria e a Conspiração, a série será transmitida em parceria com o YouTube Originals.

A diretora e roteirista do projeto Maristela Mattos conta como foi importante para ela estar em um lugar onde ela se reconhecia, com uma equipe repleta de mulheres negras, podendo estar a frente e contando po si mesmas as suas histórias.

Leia Também

"Abre Alas é um marco na minha carreira. O convite chegou da Hysteria, que tem esse papel de colocar as mulheres à frente das narrativas. Foi a primeira vez que eu fiz um projeto apenas sobre mulheres negras com uma equipe majoritariamente feminina e maciçamente negra. Eu olhava ao meu redor e me via ali", conta.



    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários