Um novo estudo descobriu que administrar a vacina contra a gripe a gestantes pode trazer benefícios significativos para o bebê, mesmo antes do nascimento

NYT

Mães que receberam vacina durante a pandemia de H1N1 de 2009 e 2010 tiveram menos partos prematuros, óbitos fetais e recém-nascidos com tamanho inferior ao normal
Thinkstock/Getty Images[
Mães que receberam vacina durante a pandemia de H1N1 de 2009 e 2010 tiveram menos partos prematuros, óbitos fetais e recém-nascidos com tamanho inferior ao normal
Pesquisadores canadenses estudaram os registros de 55.570 mães de um único filho, sendo que 23.340 receberam a vacina durante a gestação, entre novembro de 2009 e abril de 2010. Os pesquisadores descobriram que, entre as mães que receberam a vacina durante a pandemia de H1N1 de 2009 e 2010, ocorreram menos partos prematuros, óbitos fetais e recém-nascidos com tamanho inferior ao normal, em comparação com as que não receberam a vacina.

ASSINE A NEWSLETTER E RECEBA AS NOTÍCIAS DO DELAS EM SEU EMAIL

Após incluir fatores como idade materna, tabagismo e hipertensão, entre outros, o risco de o parto das mães vacinadas ocorrer antes da 32ª semana de gestação, por exemplo, era 27% menor, e o risco de óbito fetal era 34% menor.

Leia também: Pode tomar vacinas durante a gravidez

O relatório foi publicado na edição de junho do periódico American Journal of Public Health e observou que as gestantes que tiveram gripe durante a epidemia de H1N1 estavam mais propensas a precisar de hospitalização. Os Centros de Controle e Prevenção de Doenças recomendam a vacina contra a gripe a todas as gestantes.

A principal autora do estudo, Deshayne B. Fell, epidemiologista da Better Outcomes Registry & Network, de Ottawa, afirmou que a vacina é segura e eficaz.

"Não temos encontrado evidências de efeitos colaterais para o feto", afirmou, "e temos encontrado algumas evidências de benefícios".

Veja também:
Meu filho tem alergia ou está resfriado?
Vacina da gripe reduz risco de parto prematuro
Vacina liberada para quem amamenta

    Leia tudo sobre: gravidez
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.