15 coisas que você precisa saber sobre a felicidade

Por Bianca Castanho , iG São Paulo

Texto

Pessoas tendem a ser mais felizes no início e no fim da vida e metade da felicidade depende apenas de força de vontade, não de circunstâncias externas. Veja estas e outras descobertas

Tristeza e felicidade são sentimentos transitórios. Nem sempre temos o controle sobre eles, mas ações individuais podem controlar a intensidade de cada um. “A felicidade é a vitória do equilíbrio entre as nossas necessidades materiais e as necessidades espirituais. É a busca de um estado”, explica Ruy Marra, autor do livro “Decolando Para a Felicidade” (Rocco) e gestor de pessoas. 

Como para a maioria das coisas na vida, não existe uma receita passo a passo de como ser feliz. Cada um pode chegar lá da maneira que mais lhe aprouver. “A felicidade está esperando por nós de braços abertos. Precisamos apenas nos mover conscientemente na direção dela”, explica a psicóloga Susan Andrews, formada na Universidade de Harvard e fundadora da ecovila Parque Ecológico Visão Futuro.

Para ajudar você neste movimento, reunimos 15 pesquisas que descobriram aspectos curiosos sobre a felicidade. Veja abaixo.

Acordar cedo faz com que estejamos mais dispostos e felizes ao longo do dia. Foto: Thinkstock PhotosPessoas mais velhas são mais felizes pois preocupam-se apenas com o que realmente importa. Foto: Thinkstock PhotosSer gentil faz com que as pessoas queiram estar ao seu redor, melhorando as relações e amizades. Foto: Thinkstock PhotosPessoas com amigos são mais felizes, e têm amizades mais verdadeiras e sólidas. Foto: Thinkstock PhotosArrumar a postura melhora a sensação de bem-estar. Foto: Thinkstock PhotosA felicidade depende da força de vontade, mas também conta com uma ajuda dos genes. Foto: Thinkstock PhotosSer infeliz é mais fácil que ser feliz. É por isso que é preciso se esforçar para atrair a felicidade. Foto: Thinkstock PhotosPessoas otimistas-realistas têm a tendência em enxergar o lado rosa da vida, mas sem sonhar demais. Foto: Thinkstock PhotosSaber equilibrar o passado, presente e futuro é essencial para quem quer ter uma vida plena. Foto: Thinkstock PhotosDinheiro não traz felicidade, e quem acumula demais corre o risco de ter menos pensamentos positivos. Foto: Thinkstock PhotosMesmo assim, as pessoas preferem ganhar dinheiro a ser felizes. Foto: Thinkstock PhotosGuardar experiências e momentos marcantes traz mais felicidade que acumular bens materiais. Foto: Thinkstock PhotosEstar no emprego errado é muito pior que estar sem emprego. Se você se sente infeliz, não hesite em procurar o que te faz bem. Foto: Thinkstock PhotosFicar com fome libera um hormônio capaz de aumentar o grau de motivação e concentração. Foto: Thinkstock PhotosAdote um filhote. Donos de animais são mais confiantes, extrovertidos, com autoestima elevada e mais disposição . Foto: Thinkstock Photos


1. Pessoas que costumam acordar cedo são mais felizes. Segundo pesquisa publicada em maio de 2012 pela Universidade de Toronto, no Canadá, a rotina de acordar cedo consequentemente faz com que se durma mais cedo, criando um relógio biológico propício ao relaxamento.

2. Pessoas mais velhas são mais felizes. Para os estudiosos da Universidade de Maastricht, na Holanda, a curva do nível de felicidade ao longo da vida pode ser descrita como o formato de um ‘U’: os níveis mais altos são quando somos jovens e quando estamos mais velhos. A justificativa para a relação entre idade e felicidade é que, por já terem visto e vivido muita coisa, os idosos lidam melhor com a ansiedade e frustração, preocupando-se apenas com o necessário.

3. Ser gentil faz com que as pessoas queiram ficar perto de você. “Através de simples práticas diárias, que transformam a nossa bioquímica e acalmam nossas mentes, podemos não apenas nos sentir mais felizes, mas, ao irradiarmos energia positiva, podemos também ajudar outras pessoas ao nosso redor a se sentirem melhores”, explica Susan.

4. Pessoas com mais amigos são mais felizes e têm amizades mais sólidas. Funciona como um ciclo: quanto mais gentil você for, mais amigos verdadeiros você terá e, consequentemente, mais feliz e grato vai ser, segundo pesquisa da Universidade de Illinois, nos EUA.

Leia mais: Ser gentil faz diferença
Brasileiros estão mais felizes na terceira idade

5. A posição corporal influencia no bem-estar. Quantas vezes não nos pegamos em uma posição curvada e com os ombros caídos? Se você estiver assim agora, estique bem a lombar e abra o peito. Percebeu uma mudança? Segundo uma pesquisa do PhD e especialista em terapia de movimentos de dança Tal Shafir, ficar em posições retraídas atrai sentimentos depressivos e negativos, enquanto posições expansivas melhoram a energia.

6. Ser feliz é responsabilidade sua, mas também depende da herança genética. De acordo com pesquisa liderada pela Universidade de Edimburgo, na Escócia, de 40% a 50% da nossa felicidade depende da força de vontade de cada um. “Podemos de fato fazer coisas intencionalmente para nos tornarmos mais felizes”, reforça a psicóloga Susan Andrews. Porém, a felicidade também é resultado de um fator fisiológico. Se 50% é força de vontade, a outra metade é uma mistura entre genética e a harmonia do ambiente em que cada um foi criado.

7. Ser infeliz é mais fácil que ser feliz, concluiu uma pesquisa do Instituto Brookings, organização dedicada a pesquisas independentes e políticas de inovação (EUA). “Pessoas infelizes secretam níveis mais elevados dos hormônios do estresse, como o cortisol – até 32% a mais! Estamos infelizes especialmente quando estressados e não sabemos como lidar com isso”, comenta Susan.

8. Alcançar a felicidade é uma questão de equilíbrio. É saber equilibrar as expectativas associadas à realidade. Para os estudiosos da Universidade Nacional de Taiwan, ser uma pessoa otimista (mas realista) é um caminho para ser mais pleno e feliz. Ter uma visão positiva da realidade nos faz ver que a vida não é tão dura quanto parece.

Leia também: 15 dicas para ser positivo
9 atitudes simples para ser feliz no dia a dia

9. O equilíbrio também é necessário no que diz respeito ao seu passado, presente e futuro. Saber o que cada um representa e manter suas perspectivas condizentes com cada momento é essencial para ter uma vida mais leve. É não ser rancoroso, ter boas expectativas para o futuro e cultivar gratidão pelo passado e presente, segundo estudos da Universidade Nacional de São Francisco, nos EUA.

10. O ditado que diz que dinheiro não traz felicidade foi cientificamente comprovado. Segundo Eugenio Proto e Aldo Rustichini, das Universidades de Warwick e Minnesota, nos Estados Unidos, dinheiro não só não traz felicidade, como é capaz de diminuir os pensamentos felizes. Foi o que eles observaram com pessoas que têm um salário considerado alto.

11. Apesar disso, outra pesquisa coordenada pelo estudante de economia da Universidade de Cornell (EUA), Alex Ress-Jones, diz que as pessoas preferem ganhar mais dinheiro que felicidade. Pense bem: quantas vezes você já não adiou compromissos e trabalhou até mais tarde para ganhar mais?

12. Oito estudos independentes conseguiram chegar a uma conclusão: viver experiências traz mais felicidade que consumir produtos. Gastar seu dinheiro com mercadorias pode ser aborrecedor, pois o sentimento de insatisfação é constante. Qual dessas coisas você lembra primeiro: sua última compra ou a sua última viagem?

Thinkstock Photos
Apesar de dinheiro não trazer felicidade, as pessoas preferem aumentar o pé de meia

13. Não ter um emprego é melhor que ter um emprego ruim. Nem todo mundo tem a oportunidade de trabalhar com algo que ama. Mas se o seu trabalho te faz sofrer, não hesite em trocá-lo. Ele pode ser a causa de sua infelicidade, de acordo com o site de pesquisa de opinião Gallup, dos EUA.

14. Ficar com fome pode fazer você feliz. Diversas religiões usam o jejum como prática ritual. Apesar de parecer uma ideia ruim, na verdade ela tem um efeito positivo: a fome libera um hormônio que faz com que a pessoa se sinta menos estressada e mais motivada – mesmo que seja para procurar comida. É um período em que a mente fica leve e concentrada, de acordo com pesquisa financiada pelo Instituto Nacional de Saúde dos EUA.

15. Adotar um filhote torna as pessoas mais felizes. Animais são uma fonte poderosa de estabilidade emocional e social. Segundo pesquisa realizada pela Universidade de Miami, nos EUA, donos de animais têm a autoestima mais alta e são mais extrovertidos. Consequentemente, seu estado de felicidade é mais constante.

Leia mais:
"O que posso fazer por você agora?"
Ex-empresário que largou tudo dá dicas para quem quer mudar de vida
Teste: você está preparado para adotar um pet?

Texto

notícias relacionadas