Com adaptações simples é possível transformar o ambiente que antes servia para outro propósito em um belo cantinho para o filho

O resultado do exame deu positivo e a futura mamãe já começa a pensar como será o quarto do bebê que vai chegar. Em casas e apartamentos menores , muitas vezes, será necessário transformar um ambiente que antes servia de escritório ou sala de TV no mais novo cantinho do filho. Mas por onde começar?

O primeiro passo é tirar todas as medidas das paredes e do mobiliário e avaliar o que será reaproveitado para o quarto do bebê. “É importante fazer um layout para verificar a melhor distribuição e aproveitamento de espaço”, recomenda a arquiteta Mariela Romano, especializada em quartos de bebês.

Existem muitas peças que podem ser reaproveitadas do antigo ambiente e transformadas para ficar com cara de quarto infantil. É possível, por exemplo, adaptar a bancada fixa do escritório para virar um trocador do bebê ou colocar um tecido novo na poltrona e torná-la o lugar ideal para amamentação. “Também dá para abrir uma das portas do meio do armário e transformá-la em trocador”, recomenda a decoradora Adriana Romeo, da Belle Petit & Maison.

Até mesmo uma marcenaria mais antiga pode ser reaproveitada. De acordo com a designer de interiores Alessandra Amaral, pode-se adesivar a porta do armário , colocar um puxador diferente ou pintar a parte externa de uma guarda-roupa escuro de branco.

Neste quarto criado pela designer Alessandra Amaral, a escrivaninha virou um trocador para o bebê
Divulgação
Neste quarto criado pela designer Alessandra Amaral, a escrivaninha virou um trocador para o bebê
Outra dica para transformar o antigo escritório ou sala de TV no quartinho do filho é caprichar nos detalhes do enxoval. “É muito fácil dar um ar infantil. É só mudar objetos e renovar a parte de tecidos”, afirma Alessandra Amaral.

Por isso, atenção especial na escolha ou transformação das peças decorativas. Um abajur simples pode ganhar bichinhos com o tema do quarto. A cortina pode ter detalhes infantis ou mesmo um tecido novo, com a cor escolhida para o ambiente. Já as paredes podem ser pintadas de um tom pastel ou receber um papel de parede , adesivos coloridos ou até mesmo peças em MDF com formas de personagens infantis.

Mas antes de qualquer modificação, no entanto, priorize sempre o espaço de circulação e ventilação do ambiente, para que o bebê tenha um local saudável e adequado para dormir.

Se precisar ganhar espaço, pense na possibilidade de trocar as portas de um guarda-roupa por portas de correr. Opte também por móveis sob medida ou com dupla função, como por exemplo berços que já vêm com trocador ou cômoda acoplados. “Aconselho sempre procurar peças que sejam inteligentes, para que a mamãe possa usá-las por mais tempo”, afirma Adriana Romeo.

Serviço:

Ateliê Alessandra Amaral
Tel.: 21 2579-3888

Belle Petit & Maison
Tel.: 11 3845-6006

Mariela Romano – Arquiteta e Design de Interiores
Tel.: 62 9971-0800

CURTA A PÁGINA DO DELAS NO FACEBOOK E SIGA O @DELAS NO TWITTER

ASSINE A NEWSLETTER DO DELAS

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.