Móveis multiuso e ambientes integrados permitem maior aproveitamento dos espaços

O tamanho reduzido de muitos imóveis tem impulsionado arquitetos e decoradores a aproveitar cada centímetro dos ambientes durante a reforma. Os truques mais usados são investir em locais integrados e em estruturas multiuso (como pufes e bancadas), criando verdadeiras áreas plurifuncionais. A varanda gourmet é um exemplo. O ambiente é transformado com frequência em uma continuação da área interna – assumindo as vezes da sala de jantar e até do home theater. “O conceito de áreas com características diversas é uma tendência na arquitetura moderna. A grande vantagem é a funcionalidade conquistada e capacidade de aumentar o aproveitamento do espaço, tornando-o maior e mais elaborado”, afirma Agnes Manso, arquiteta do Studio SM2.

Veja ainda: Erros mais comuns no projeto da cozinha

E não há restrição quando o assunto é integrar e otimizar o espaço. Ambientes com funções únicas são cada vez mais escassos – até mesmo o quarto já ganhou uma bancada de trabalho. Um dos principais cuidados no momento de integrar locais com funções distintas é manter a mesma linguagem decorativa. Uma saída é unificar também acabamentos e itens do mobiliário, além de investir em um piso único. Na cozinha aberta para a sala, por exemplo, o ideal é evitar azulejos e materiais padronizados e apostar em algo personalizado, de alto padrão, que não destoe do restante da decoração. “Nada de usar muita informação ao decorar. Aproveite o recurso do preto discreto, da estética minimalista e invista em linhas retas nos móveis”, sugere Flávia Machado, arquiteta.

Fazer um bom planejamento antes de incluir características múltiplas aos ambientes é outro aspecto fundamental. Entenda como o espaço será usado e o que deverá ser feito para transformá-lo. “Integrar é muito mais do que retirar uma parede. É indicado estabelecer uma comunicação entre os ambientes por meio de elementos como iluminação , peças decorativas etc”, afirma Estela Netto, arquiteta. Quem usar a cozinha como local de trabalho pode, por exemplo, aproveitar a bancada da pia e a mesa de jantar, mas deve ficar atento para não descaracterizar o espaço. É interessante ainda ter um móvel para esconder os materiais de escritório e equipamentos, como impressora e papéis (o aparador se torna uma opção).

Outro ponto que ajuda a trazer funcionalidade aos ambientes integrados é o uso de móveis práticos. “Invista em mesas dobráveis, cadeiras empilháveis, pufes com rodinhas e muitas bancadas. É importante conseguir adaptar o espaço”, diz Flávia. As especialistas alertam ainda para a vantagem de usar marcenaria exclusiva na reforma. “Quando necessidades de ambientes diferentes são reunidas, pode acontecer de o móvel da loja não funcionar corretamente. Por isso, é necessário adaptar as soluções”, afirma Estela. A iluminação de um local multiuso também deve ser lembrada. Uma alternativa é recorrer a projetos cenográficos, repletos de luzes indiretas e focos específicos.

Leia mais:

Salas poderosas transformam a casa

Unir artesanato e tecnologia é grande desafio do design

Conheça a Casa Bola por dentro

    Leia tudo sobre: casa
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.