Comprometidas e em busca de felicidade conjugal, elas alimentam a indústria sensual no país. Veja os produtos mais vendidos

Os números registrados pela ABEME (Associação Brasileira das Empresas do Mercado Erótico e Sensual) e divulgados durante a abertura da Erótika Fair, a maior feira de produtos eróticos da América Latina, deixam claro: as mulheres são as protagonistas do mercado erótico no Brasil.

> VEJA GALERIA DE LANÇAMENTOS NA ERÓTIKA FAIR

Pequenos vibradores, para estímulo do clitóris, estão na lista dos mais procurados
Bruno Zanardo/Fotoarena
Pequenos vibradores, para estímulo do clitóris, estão na lista dos mais procurados
Elas são 68% dos consumidores de produtos sensuais, e maioria tanto nas lojas físicas quanto na internet. Mas é na venda de produtos eróticos por catálogo que as mulheres se encontraram e consomem sem medo: são 90% dos consumidores, que compram vibradores, cosméticos, lingeries e acessórios.

Se engana quem pensa que as compradoras são as mulheres em busca de prazer solitário ou “sacanagem”. A pesquisa indica que 84% das consumidoras são casadas ou namoram, e a grande maioria delas, 81%, está no mesmo relacionamento há três anos ou mais. Compram produtos eróticos para comemorar uma data especial com o parceiro, para surpreendê-lo ou simplesmente para agradá-lo.

Separar o erotismo da pornografia é o caminho que Paula Aguiar, presidente da ABEME, vê para o crescimento da indústria de sex toys. “O produto erótico vai muito além da pornografia. Ele é um grande auxiliar para a união dos casais e das famílias”, defende.

Lingeries também entram na conta de produtos eróticos, quando são vendidas em sex shops
Bruno Zanardo/Fotoarena
Lingeries também entram na conta de produtos eróticos, quando são vendidas em sex shops
O mercado nacional de produtos eróticos e sensuais cresceu 18,5% em 2011. O crescimento foi inesperado, de acordo com Paula, que atribui ao filme “De Pernas pro Ar”, protagonizado por Ingrid Guimarães , boa parte deste aumento na procura por acessórios sensuais. “Estamos saindo da escuridão, das casas pintadas de preto e dos lugares lúgubres e entrando no lar das pessoas”, comemora.

Os produtos mais populares são os cosméticos sensuais, carro-chefe da indústria erótica brasileira. “Nos falta tecnologia, mas sobra criatividade”, justifica Paula. “Enquanto no resto do mundo os cosméticos sensuais têm uma variedade de no máximo dez sabores, no Brasil já temos mais de 40, entre frutas, doces e bebidas”, completa. Produtos como o vibrador líquido, que aumenta a irrigação da pele e proporciona sensação de "tremor" e o adesivo do amor foram desenvolvidos no Brasil e hoje são exportados para toda a América do Sul, África e Europa.

PRODUTOS ERÓTICOS MAIS VENDIDOS PARA OS HOMENS
1º - Gel ou creme estimulador
2º - Gel ou creme para sexo oral
3º - Gel ou creme para sexo anal
4º - Capas e anéis penianos com ou sem vibrador
5º - Aparelho desenvolvedor ou masturbador peniano

PRODUTOS ERÓTICOS MAIS VENDIDOS PARA AS MULHERES
1º - Gel ou creme estimulador
2º - Gel ou creme para sexo oral
3º - Lingerie ou fantasias eróticas e sensuais
4º - Acessórios fetichistas ou românticos
5º - Vibradores para estimulação do clitóris

Leia também:
Você sexpert: dicas para arrasar na cama
Manual do sexo oral para eles e elas
Cassia Avila visita sex shops de luxo em SP

>>> Assine a Newsletter , curta nossa página no Facebook e siga o @Delas no Twitter <<<

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.