11 estados e DF já possuem projetos para a distribuição gratuita de absorventes
Freepik/reprodução
11 estados e DF já possuem projetos para a distribuição gratuita de absorventes


Onze estados e Distrito Federal já começam a se mobilizar para a distribuir absorventes gratuitamente para estudantes de escolas públicas. Segundo levantamento feito pela Agência CNN, São Paulo, Pernambuco, Piauí, Paraíba, Amazonas, Pará, Ceará, Bahia, Paraná, Roraima e Rio Grande do Norte pretendem adotar ou já sancionaram leis estaduais para distribuição gratuita de absorventes na rede de ensino.

A pobreza menstrual ganhou destaque na semana passada desde que o presidente Jair Bolsonaro vetou uma lei que previa a distribuição gratuita de absorventes higiênicos para mulheres de baixa renda . Apesar de ter voltado atrás poucos dias após o veto, por meio de um comunicado da Secom , ainda não se sabem detalhes de que providências devem ser tomadas em relação ao tema no âmbito federal.



Pobreza menstrual é o termo que ganhou destaque nos últimos anos para se referir a falta de dinheiro para comprar produtos de higiene menstrual adequados. Ela está também relacionada ao problema da falta de acesso à água, saneamento básico e desigualdade social.

Leia Também

Segundo levantamento recente realizado sobre o tema no país, 28% das mulheres de baixa renda são afetadas diretamente pela pobreza menstrual e 30% conhecem alguém que é afetado.

Cerca 40% das mulheres de baixa renda que são afetadas pela pobreza menstrual têm entre 14-24 anos, o que mostra que esse é um problema que atinge, sobretudo, meninas jovens. Dessas, 12% afirmam que sempre ou quase sempre já deixaram de ir à escola quando estavam menstruadas por não estarem com absorvente ou com algum absorvente improvisado.




    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários