Doença que ocasiona trombos e coágulos em vasos sanguíneos, a trombose é um mal que acomete mais mulheres do que homens. Segundo o cirgurgião Caio Focássio, a cada cinco pessoas atingidas pela doença  são quatro mulheres. 

trombose
FreePik
A trombose pode gerar diversas dúvidas em mulheres, especialistas explicam


Apesar disso, muitas pessoas desconhecem os fatores causadores e as formas de prevenção da trombose. Por isso, além de Focássio, conversamos também com os angiologistas Helena Santos (@drahelenasantos.angio) e Marcelo Monteiro para contar os mitos e verdades a respeito do problema.

O uso de pílula pode ser causador da trombose?

Verdade, mas depende . Segundo Helena Santos, o uso de qualquer hormônio, independente de pílula ou não, pode aumentar o risco da formação de trombos. "Mas para ter trombose com uso de anticoncepcional, geralmente, a paciente também apresenta uma predisposição genética para tal. Por isso, apenas uma pequena parte das usuárias de pílula anticoncepcional apresentam trombose", diz.


Varizes podem ocasionar trombose?

Não, mas podem ser um alerta.  Focássio aponta que as varizes são veias dilatadas que devem ser cuidadas por uma questão estética, mas elas em si não causam trombose. "O fato é que os indivíduos que tem varizes apresentam mais chances de trombose ao longo da vida", aponta.

Santos explica que, em teoria, as varizes podem ser casos de tromboflebite, uma trombose superficial, com risco mais baixo de embolia do que casos de trombose venosa profunda. "Mas as pacientes de varizes que apresentam maior risco são aqueles com varizes grossas e com envolvimento das safenas", diz.

A gestação pode causar trombose?

Verdade.  Segundo Santos, toda a gravidez, inclusive após o parto, podem ser fatores de risco para trombose. "A gestação e, principalmente o puerpério (dias após a saída do bebê), são fases de risco para trombose devido às alterações hormonais, ao aumento do peso sobre as pernas e a menor mobilização das pernas", diz.

Para prevenir a ocorrência da trombose, Focássiuo indica dois cuidados simples. "A mulher deve usar meia elástica com a compressão devidamente indicada pelo médico vascular e fazer atividade física regular", diz.

Os coágulos ocorrem apenas nas pernas?

Mito.  Apesar de pelo menos 70% dos casos ocorrerem na região das pernas, os médicos afirmam que podem ocorrem em qualquer lugar no corpo, com casos de trombos formados em veias da barriga e braços. 

A trombose é silenciosa?

Mito.  Muitos podem pensar que de um dia para o outro, a perna dói e incha, mas os médicos indicam que não é bem assim. "Geralmente o quadro clinico apresenta edema e dor no membro afetado", diz Focássio.

Se eu me movimento pouco, tenho risco de trombose?

Verdade.  A falta de mobilidade e o sedentarismo podem ser fator de risco para a trombose. Santos acrescentaque é comum ter pacientes obesos com trombose. "A falta de mobilidade é uma das principais causas de trombose, por isso vemos muitos casos nos períodos pós cirurgia. Principalmente em pacientes obesos ou ainda em pacientes com problemas ortopédicos. Todos eles tem em comum a dificuldade em mobilizar de modo adequado as pernas e isso favorece a formação de trombos nas pernas", diz.

Focássio aponta que independente do sexo, é necessário se movimentar. "Fazer exercícios regularmente pode afastar o risco de trombose", diz.


Como evitar a trombose?

  1. Evitar o sobrepeso/obesidade: o  excesso de peso dificulta a circulação das pernas.
  2. Praticar atividade física regularmente: manter um bom tônus da musculatura da perna auxilia no bombeamento de sangue.
  3. Hidratar-se de forma adequada: a desidratacao pode deixar o sangue com maior tendência a coagular
  4. Alimente-se adequadamente: um bom aporte de vitaminas e minerais é fundamental para o equilíbrio da coagulação do sangue.
  5. Movimente-se: se você trabalha muito tempo sentado ou em pé, lembre-se de mudar de posição a cada hora.
  6. Mantenha a saúde em dia: em caso de dúvidas, procure seu médico, faça seus exames de rotina e evite surpresas.

    Veja Também

      Mostrar mais