Apesar da pílula ser um método contraceptivo conhecido há algumas décadas, muitas mulheres ainda têm dúvidas envolvendo o uso. Para esclarecer sobre seu funcionamento, conversamos com o médico ginecologista Esdras Camargos, parceiro do portal Sexo Sem Dúvida. Veja a seguir os principais pontos da conversa.

anticoncepcional
Pixabay
Apesar de popular, o uso da pílula anticoncepcional ainda gera dúvidas


 O que corta o efeito do anticoncepcional?

Diferente do que se pode pensar, bebidas alcoólicas e ansiolíticos não cortam o efeito do medicamento. Entretanto, antibióticos (como amoxicilina, por exemplo) podem afetar a flora intestinal, levando a uma menor absorção dos contraceptivos orais, o que pode diminuir a eficácia deles. 

“Medicamentos utilizados para tratamento de epilepsia ou enxaqueca como carbamazepina, oxcarbazepina, fenobarbital, fenitoína, primidona e topiramato também podem reduzir a eficácia dos anticoncepcionais”, acrescenta.  

Quais os riscos de se tomar a pílula anticoncepcional?

O ginecologista esclarece que o uso de anticoncepcionais hormonais não está relacionado diretamente ao risco de morte. Entretanto, algumas complicações de seu uso podem ter consequências mais sérias. Dentre essas, a mais temida é a trombose, que é o entupimento de vasos sanguíneos. 

“Este risco é maior durante o primeiro ano de uso do método, que deve ser utilizado com cautela principalmente quando houver histórico de trombose na família. Vale lembrar que contraceptivos que possuem somente progesterona em sua composição não estão relacionados a este tipo de risco", afirma.

É normal diminuir a libido? Ou ter mudanças de humor?

Sim, o uso de contraceptivos pode causar alteração na libido. Entretanto, o médico lembra que outras condições devem sempre ser levadas em consideração quando falamos em diminuição do desejo sexual. Em relação às mudanças de humor, Camargos explica que os ciclos menstruais normais por si só já podem alterar o humor. Nesse caso, alguns anticoncepcionais podem inclusive melhorar esta condição. 

O ginecologista adverte que alguns contraceptivos hormonais, principalmente com progesterona isolada em sua composição, podem levar à diminuição do humor em mulheres mais sensíveis ou até mesmo a agravar uma depressão que já exista.

Se eu esquecer de tomar um dia, engravida?

É possível, sim. Há risco de falha do método em caso de atraso no horário da tomada e, principalmente, em caso de esquecimento. O risco varia de acordo com o tipo de anticoncepcional em uso e em que ponto da cartela a pessoa deixou de tomar a pílula. 

“Para minimizar o risco de sangramentos irregulares, o mais recomendado seria tomar a pílula esquecida tão logo você se lembre. Para não correr risco de uma gravidez não planejada você deve adotar outro método contraceptivo adicional, como o preservativo, por exemplo, até o final da cartela em uso”, recomenda o médico.

    Veja Também

      Mostrar mais