O avanço do novo coronavírus (Sars-Cov-2) barrou os planos de muita gente. Viagens, eventos e até casamentos foram adiados por conta da Covid-19 . Segundo um levantamento da Lejour, startup do grupo Fast Shop especializada em casamentos, 48% dos noivos com casamento marcado até maio já adiaram sua celebração.

Leia também: Tédio, ansiedade e mais: como lidar com os efeitos do isolamento social?

buquê de noiva
Pexels
A pandemia levou muitos casais a adiar o sonho do casamento; porém, com flexibilidade e criatividade é possível reorganizar a festa

Para ajudar quem está enfrentando esse momento, o Delas conversou com especialistas em casamentos para saber quando remarcar a festa, como evitar prejuízos e até o que fazer para não deixar a data original passar em branco. Confira:

Para quando devo remarcar?

De acordo com Rodrigo Mestres, CEO da Lejour, o ideal é remarcar o casamento para o primeiro semestre de 2021. “Com nossa experiência e análise de mercado, vimos que como a quarentena já está acontecendo há mais de 1 mês, muitos casais já reagendaram para o segundo semestre deste ano e, por isso, as agendas dos fornecedores estão bastante concorridas”, diz. 

Como muitos não tem mais agenda para 2020, remarcar o evento para o próximo ano mostra-se como a melhor saída não apenas para garantir uma boa data, mas também para manter a festa como o casal deseja. 

Esse é o cenário ideal. Porém, as coisas podem não sair como o planejado inicialmente, por isso, Vinicius Favele, produtos de eventos na Multipla Eventos, alerta aos noivos que este é um momento de flexibilidade. “Pensar em dias alternativos, como sexta por exemplo, é uma boa solução”, fala.

“E, caso algum dos fornecedores previamente selecionado não tenha disponibilidade, será preciso eleger as prioridades e definir com qual deles o casal irá prosseguir”, completa.

Leia também: Noivos fazem casamento no hospital para que pai possa ficar ao lado da filha

Meu casamento está marcado para o segundo semestre, o que fazer?

Em um primeiro momento, o produtor de eventos acredita que ainda não é preciso remarcar o casamento. Claro, deve-se ficar atento às notícias e mudanças de estratégias do governo para a contenção da pandemia. Mas, inicialmente, o mercado continua funcionando normalmente e os planos do casamento do segundo semestre devem seguir. 

Como evitar prejuízos?

“Sugerimos ao casal que marque uma reunião virtual com cada um dos fornecedores e busque um acordo em relação a possíveis multas e aumentos de custo”, orienta Rodrigo. O CEO acrescenta que, diante do cenário, os fornecedores estão abertos e dispostos a serem flexíveis nas negociações. “É fundamental agir o quantos antes e não deixar para última hora”, acrescenta. 

Nesse momento, uma assessoria pode ser interessante para intermediar as conversas entre noivos e fornecedores. “É um momento desconhecido para todos, diálogo e flexibilidade são as palavras chaves para resolver qualquer conflito que surja”, lembra Vinicius. 

Como anunciar o adiamento?

Para Vinicius, o segredo está em usar leveza e o humor para anunciar o adiamento aos convidados. “Tudo já está muito difícil e pesado. Delicadeza é mais do que necessário nesse momento. O sonho só mudou de data, mas permanece nos corações de todos”, fala.

Ele sugere aos noivos gravar um vídeo informando a necessidade de alteração da data. “Isso traz mais pessoalidade e carinho no recado. Para os mais tímidos, um novo ‘save the date’ também é super carinhoso!”. 

Leia também: Casal faz casamento por chamada de vídeo para 300 convidados

Não deixe a data passar em branco!

Vocês precisaram adiar o casamento , mas isso não significa que a data planejada inicialmente deve passar em branco. “Serão dois dias para serem lembrados: o que foi adiado e renovou a esperança de dias melhores; e o grande novo dia, que trará para perto a alegria de todos os que o casal ama”, fala Vinicius. 

Mesmo que sozinhos, é importante lembrar que é possível curtir o dia e fazer uma pequena comemoração. Basta colocar a criatividade em prática! Para quem gosta de cozinhar, por exemplo, o produtor de eventos sugere um jantar a dois. 

“Podem cozinhar juntos algo que seria servido no casamento, se arrumar e jantarem juntos no horário da cerimônia. Se você não é tão bom na arte de cozinhar, vale pedir. E aqui fica a dica: alguns buffets de casamento estão com serviço delivery. Vale conferir!”, dá a dica. 

Para quem tem filhos, vale simular uma cerimônia e fazer um ritual com as crianças para garantir a alegria em casa. “Aqui vale tudo. Só não pode deixar a tristeza tomar conta. Vocês já tem o que mais desejam: alguém que amam ao seu lado”, finaliza.

    Veja Também

      Mostrar mais