Hospital Alemão Oswaldo Cruz, em São Paulo foi palco de um casamento emocionante no dia 5 de abril. A cerimônia foi realizada no quarto de Glauco Palheta, de 56 anos, paciente terminal de câncer que sonhava em ver a filha Gabriela, estudante de 22 anos, se casando. Glauco morreu um dia após a celebração .

casamento no hospital
Arquivo pessoal
Filha se casou no hospital para que pai pudesse prestigiar

Leia também: Noiva realiza último desejo e se casa em cama de hospital em cerimônia comovente

O casamento estava marcado para o final de maio, mas foi adiantado por conta das condições do pai de Gabriela. Glacuo fazia tratamento há um ano contra um câncer de prostata. 

A equipe do Oswaldo Cruz autorizou a realização do casamento no hospital , mas exigiu cuidados redobrados devido à pandemia do novo coronavírus (Sars-CoV-2). A celebração foi possível devido ao programa do hospital chamado "yes, we care" que busca realizar pedidos de pacientes em fase terminal

Leia também: Acidente com filho faz pais transferirem casamento para hospital 

Participaram da celebração os noivos, o pastor, os pais dos noivos e um padrinho, que tocou a música de entratada da noiva. Todos utilizando máscaras para evitar o contagio pela Covid-19.

    Veja Também

      Mostrar mais