Tamanho do texto

Durante o planejamento do casamento, a irmã da noiva ficou grávida e, pouco depois, sofreu um aborto espontâneo. Caso gerou repercussão na web

Os casos de “bridezillas” parecem que não estão perto de acabar. Depois que uma noiva admitiu engordar as madrinhas para ser a “mais bonita” nas fotos da cerimônia, outra mulher mostrou que, próximo do casamento, vale fazer de tudo, inclusive, cortar laços familiares.

Após saber da gravidez da irmã, a noiva decidiu proibi-la de comparecer ao casamento e ser madrinha; entenda a história
shutterstock
Após saber da gravidez da irmã, a noiva decidiu proibi-la de comparecer ao casamento e ser madrinha; entenda a história

De forma anônima, uma planejadora de casamentos revelou em um fórum do site “NotAlwaysRight” a história de uma cliente que atendeu. Conforme conta, todo o planejamento seguia perfeitamente, até que a irmã da noiva engravidou – e isso mudou todo o desfecho do caso.

Na postagem, ela diz que a noiva soltou um grito quando soube da gravidez. Após presenciar a cena, a planejadora conta que, em vez de a mulher ficar feliz pela irmã, ela decidiu retirá-la do evento e a proibiu de ser madrinha. "Bem, então, eu acho que você não pode estar no meu casamento , porque eu não quero lidar com os problemas que a gravidez causará”, exclamou à época, conforme relata a cerimonialista.

Os “problemas” incluíam, principalmente, a alteração do vestido de madrinha em decorrência das mudanças que o corpo iria sofrer. Com a situação, a profissional relembra que, diante do clima acalorado, “fez cara de paisagem” e continuou seu trabalho.

Situação da noiva piorou meses depois – e o casamento foi cancelado

Depois que a irmã sofreu um aborto espontâneo, a noiva reagiu de forma cruel e disse que ela poderia voltar a ser madrinha
shutterstock
Depois que a irmã sofreu um aborto espontâneo, a noiva reagiu de forma cruel e disse que ela poderia voltar a ser madrinha

Alguns meses depois, a situação ficou ainda pior. “Bridezilla e a mãe estão comigo, e a mãe recebe um telefonema, pede desculpa e sai para atender. Ela passa a maior parte da reunião no telefone. No final, volta, lentamente, colocando o aparelho longe. Parece que ela está chorando. Tragicamente, ela revela que era a irmã e que havia perdido o bebê”, escreve a profissional.

A organizadora, conforme descreve, se sentiu de coração partido por toda a família. Sem saber o que dizer, lágrimas de solidariedade escorreram em seus olhos. A noiva, por outro lado, não pareceu perturbada com a notícia. Em vez de ficar chocada ou triste, ela simplesmente comentou: "Oh. Bem, eu acho que ela pode estar no meu casamento, já que ela não está mais grávida".

A mãe julgou o comentário como “absolutamente aterrorizante” e, diante disso, decidiu que não iria mais arcar com os serviços de casamento da filha. “A noiva fica horrorizada com suas palavras e começa a gritar e entrar em pânico. Mas seus protestos não fazem nada para mudar a mente de sua mãe”, revela.

No final, a planejadora revela que, 24 horas depois desse acontecimento, o futuro marido decide  cancelar o casamento com a noiva . “Fico feliz que o noivo tenha 'visto a luz' antes de ficar amarrado a essa bagunça", diz um dos comentários do tópico.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.