Tamanho do texto

Por causa da polêmica nas redes sociais, a grife italiana responsável pela criação do "xerecol" retirou a peça cor-de-rosa de linha; entenda caso

Enquanto aqui no Brasil nós já estamos pensando em  tendências de biquíni  , fora do país as ideias para o outono/inverno são o assunto do momento. Porém, parece que nem todos os lançamentos estão chamando atenção como deveriam. Um exemplo disso é este cachecol, apelidado carinhosamente de "xerecol" por se parecer com uma vulva  . 

Apelidado carinhosamente de 'xerecol', o cachecol de pele raposa chamou atenção nas redes sociais por lembrar uma vulva
Reprodução/Fendi
Apelidado carinhosamente de 'xerecol', o cachecol de pele raposa chamou atenção nas redes sociais por lembrar uma vulva


O nome da peça da Fendi é "touch of fur shawl", ou "xale toque de pele", fazendo referência à pele de raposa de verdade que foi utilizada em sua fabricação. Além da polêmica sobre o uso de pele de animais na moda , a cor rosa e os pelos criaram uma impressão inusitada do cachecol  — mesmo que essa não tenha sido a intenção da grife italiana. 

A história viralizou nas redes sociais depois que uma internauta identificada como Shanon compartilhou a imagem da peça no Twitter. "Não sei nem o que dizer", escreveu ela na série de postagens. Outros usuários começaram a comentar sobre o caso, o que rendeu mais de 400 compartilhamentos e 1,3 mil curtidas. 

Apesar de ter se tornado uma situação "cômica", o caso chamou tanta atenção que a marca decidiu retirar o produto do site. Bom, pelo menos a peça cor-de-rosa, já que ainda é possível encontrar cachecóis de pelos nas cores azul e vermelho.

E você, leitora, o que achou do "xerecol"?


O cachecol não foi a primeira peça de roupa "inspirada" em vulvas

Antes do cachecol de vulva, a cantora Janelle Monáe já havia aparecido usando a calça que parece a vagina em um clipe
Reprodução/Youtube
Antes do cachecol de vulva, a cantora Janelle Monáe já havia aparecido usando a calça que parece a vagina em um clipe

Apesar de chamar atenção, a popularidade do "xerecol" não é nada perto das calças de vagina que apareceram no clipe da música "PYNK", de Janelle Monáe. A história ficou conhecida em maio deste ano e, na época, a cantora disse "estar honrada" que as pessoas estavam falando da peça. "Acho muito legal discurtir sobre questões femininas e o corpo das mulheres, é incrível", disse à revista norte-americana "People". 

Mas diferente do cachecol , que apenas se parece com uma vulva, a ideia da cantora tinha o propósito de fazer uma ode às partes íntimas femininas, desde o figurino até a letra da música da música.  "Queria que 'PYNK' fosse uma celebração à  mulher, que é única, distinta, diferente e que pode ser diferente uma da outra também, mas quando estão juntas, são capazes de criar algo mágico e especial", explicou na entrevista. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.