Tamanho do texto

As fotos dela viralizaram nas redes sociais, pois as mulheres se sentiram representadas pela marca, pois não segue "padrão de beleza" clássico

A modelo plus size Vivian Eyo-Ephraim está fazendo sucesso nas redes sociais por estrelar uma campanha de biquíni. O motivo que está a fazendo chamar atenção no Twitter é porque muitas mulheres se identificaram com o corpo dela e estão se sentindo finalmente representadas. A marca da peça de praia também ganhou muitos pontos positivos com as consumidoras que estão celebrando que a diversidade do corpo feminino foi reconhecida por uma empresa.

Leia também: Modelo plus size rebate comentários negativos em foto com roupa de ginástica

Vivian é modelo e está fazendo sucesso por posar de biquíni, pois muitas mulheres estão se sentindo representadas
Divulgação/ASOS
Vivian é modelo e está fazendo sucesso por posar de biquíni, pois muitas mulheres estão se sentindo representadas


Em entrevista ao portal britânico "Metro", a modelo conta que está há muito tempo nessa indústria, mas só conseguiu o primeiro contrato depois de participar de uma competição no ano passado que procurava novos nomes para a moda. Agora, como destaque da campanha de biquíni , ela se sente contente por representar a diversidade, porque como minoria na moda, ela sente na pele o quanto é difícil se manter no ramo por não seguir o “padrão”.

Leia também: "Meu rosto fica melhor", diz modelo criticada por deixar sobrancelhas crescerem

“O mundo é um lugar muito diversificado e é importante que os consumidores vejam marcas que representam e reconhecem todas as etnias, formas e tamanhos, queremos nos ver representadas e ser reconhecidas”, expõe Vivian. “Acho incrivelmente importante começar a redefinir o que é a norma e começar a celebrar nossa individualidade”, acrescenta.  

Mulheres e homens se sentiram representados

A campanha viralizou depois que um blogger especialista em moda postou fotos da modelo no Twitter. A postagem ganhou repercussão e já soma mais de 32.000 curtidas e 8.500 retweets. Para boa parte dos usuários, a atitude da marca de escolher uma modelo fora dos “padrões” deve ser reconhecida para deixar claro que ainda há falta de representatividade.


“É isso que acontece quando os varejistas comercializam para os afro-americanos corretamente”, elogia uma usuária. “Eu aprecio quando as lojas exibem realismo e não precisamos imaginar como ficaríamos vestindo aquilo”, acrescenta outra. O interessante é que muitos homens também estão se sentindo representados, porque também acham difícil encontrar e comprar roupas masculinas de tamanhos maiores.

Leia também: Modelo virtual negra gera polêmica nas redes sociais

A campanha da marca de biquíni já marcou a carreira da modelo. Ela comemora e agradece a empresa por ter permitido que ela mostrasse ao mundo que todos são lindos, não importa qual seja o seu tipo físico, tamanho ou etnia.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.