Pais protestam contra Amazon
Reprodução
Pais protestam contra Amazon


Pais de crianças chamadas Alexa dizem que as filhas estão sofrendo bullying por ter o mesmo nome que a Amazon utiliza para a assistente virtual. Segundo a BBC, alguns chegaram a mudar o nome das filhas porque dizem que a enxurrada de piadas relacionadas ao termo é "implacável".


Eles pedem que a Amazon mude a palavra de ativação padrão para os dispositivos para um nome não humano. A empresa diz que está entristecida com os relatos e que é possível configurar alternativas para chamar a assistente virtual. 

A palavra Alexa se popularizou nos últimos anos, à medida que mais famílias usam alto-falantes inteligentes ativados por voz. Os aparelhos Echo e Echo Dot da Amazon usam Alexa como o comando que você diz antes de dar instruções ou fazer uma pergunta.

No entanto, o uso da palavra está causando problemas para quem se chama Alexa, que frequentemente são vítimas de piadas: as pessoas gritam pelo nome e emitem um comando. 

A filha adolescente de Heather*, Alexa, ouviu piadas de outras crianças e até por professores. "Ela começou a não querer se apresentar por causa das piadas e da reação. Ela era e ainda é uma criança, mas os adultos achavam que não havia problema em brincar com ela. É devastador. A escola não ajudou e disse que ela precisava ficar mais resiliente."

Você viu?

Heather diz que a situação afetou muito a saúde mental de sua filha. No final, elas decidiram mudar legalmente o nome de Alexa. "Ela está em uma situação muito melhor agora. Cortamos amigos e a mudamos para uma nova escola para permitir um novo começo. A injustiça nunca vai deixá-la, ou a nós. A Amazon deve mudar a palavra padrão em seus dispositivos. Claramente não há pesquisas éticas suficientes sobre o uso de Alexa."

Existem 4000 pessoas chamadas Alexa com menos de 25 anos no Reino Unido, os pais de algumas delas contaram à BBC histórias semelhantes às de Heather. Charlotte* conta que a filha tem apenas seis anos, mas já é perseguida. 

"Tudo começou na escola. As crianças mais velhas diziam coisas como 'Alexa, toca música disco'. Outros meninos gritavam comandos para ela", disse. "Nós estávamos no parque outro dia e todos os garotos estavam dizendo isso para ela constantemente. Ela começou a se calar. Acho que está afetando a confiança dela. Os adultos também riem dela", contou. 

Desde que os dispositivos da Amazon foram introduzidos no Reino Unido, em 2016, a popularidade do nome caiu drasticamente. Na época, era o 167º nome do bebê mais popular na Inglaterra e no País de Gales, mas em 2019 já era o 920º.

No Brasil, dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apontam que há 1.493 pessoas com esse nome, o que o coloca na posição 6.282º no ranking de popularidade.

Amazon respondeu: "Como alternativa ao Alexa, também oferecemos várias outras palavras de alerta que os clientes podem escolher, incluindo Echo, Computer e Amazon. Valorizamos o feedback dos clientes e, como em tudo o que fazemos, continuaremos procurando maneiras para oferecer a eles mais opções nesta área."

*Os nomes foram retirados para garantir anonimato

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários