Um mês após revelar que entregou o filho adotivo para outra família , a youtuber Myka Stauffer, dos Estados Unidos, se pronunciou no Instagram. O fato dela e do marido “devolverem” Huxley, um menino no espectro autista, para a adoção causou polêmica e revolta nas redes sociais. 

mulher e filho
Reprodução/Instagram
Myka Stauffer entregou o filho adotivo Huxley para outra família

Em um longo texto publicado na rede social na quarta-feira (24), Myka pediu desculpas e comentou o caso. "Essa decisão partiu o coração de muitas pessoas e sinto muito por decepcionar tantas mulheres que se espelhavam em mim como mãe", fala. 

"Sinto muito pela confusão e pela dor que causei e sinto muito por não poder contar mais da minha história desde o início", continua. "Eu estava tentando o meu melhor para lidar com a coisa mais difícil pela qual já passei".

Myka ainda diz que foi “ingênua” em relação ao processo de adoção e "não era seletiva, nem totalmente equipada ou preparada". A blogueira e o marido são pais de outros quatro filhos biológicos.

"Não posso dizer que gostaria que isso nunca tivesse acontecido, porque ainda estou muito feliz que Huxley esteja aqui (nos Estados Unidos) e recebendo toda a ajuda de que precisa", escreve. "Eu também sei que, embora ele esteja mais feliz em sua nova casa, ele ainda sofreu um trauma, eu sinto muito, nenhum adotado merece mais trauma".

"Queria ajudar tanto que estava disposta a levar para casa qualquer criança que precisasse de mim. Por isso, fui ingênua, tola e arrogante”, fala. Myka também falou que desejava que estivesse mais preparada, assim nunca precisaria tomar a decisão de entregar Huxley para outra família.

Ela ainda fala que respeita "todos os adotados, pais adotivos e pais de crianças com necessidades especiais" e se desculpou "por prejudicar a comunidade de qualquer maneira".

"Adoramos Huxley e sabemos que essa foi a decisão certa para ele e seu futuro", finaliza. "Rezando para que Huxley só tenha o melhor futuro no mundo inteiro".

Relembre o caso

Em maio, Myka e o marido, James, publicaram um vídeo no YouTube explicando que Huxley foi enviado para uma nova família, pois ele tinha "muito mais necessidades especiais das quais não tínhamos conhecimento e que não nos disseram". 

“Nos últimos anos, o Huxley esteve um vários terapeutas que tentaram o ajudar. Para nós, foi uma experiência de muito aprendizado, com coisas que nos deixaram tristes e chateados, porque nunca era o que gostaríamos de ouvir. Não queríamos estar nessa posição e tentamos oferecer todo o suporte… Nós realmente o amamos”, falaram. 

O vídeo causou polêmica e foi excluído um tempo depois. Além disso, a imprensa local disse que o casal estava sendo investigado pela polícia . No entanto, Myke desmentiu no texto publicado na quarta, afirmando que a família não estava sob nenhum tipo de investigação.

    Veja Também

      Mostrar mais