Uma semana após a youtuber Myka Satauffer e o marido, James, revelarem que enviaram o filho adotado, Huxley, de quatro anos, para uma nova família , a polícia entrou na história. Ao E! News , as autoridades do estado de Delaware, Estados Unidos, confirmaram que iniciaram uma investigação para ser como a criança está fisicamente e emocionalmente.

família
Reprodução/Instagram
Na foto, os pais aparecem com Huxley e os quatro filhos biológicos

Leia também:

Eles ainda disseram que várias pessoas entraram em contato para denunciar o caso e saber sobre o paradeiro da criança. As autoridades explicam que Huxley não está desaparecido, porém, a situação é, sim, preocupante. “Nossa principal preocupação é com o bem-estar dessa criança, assim como das outras crianças da casa”, diz Tracy Whited, representante policial da região.

“Nossa investigação está em andamento e vamos incluir contato com todos os filhos para garantir a segurança”, completa. Além de Huxley, a família tem mais quatro filhos biológicos.

Tracy afirmou que o novo processo de adoção está sendo acompanhado de perto. “Todos os casos de adoção são confidenciais e devem passar por um processo completo com requisitos e salvaguardas específicas. Nas adoções particulares, existem os mesmos requisitos legais. Estamos confiantes de que o processo apropriado está ocorrendo”. Segundo as autoridades, pelo caso envolver uma criança, outros detalhes são confidenciais.

mulher e criança
Reprodução/Instagram
Huxley é uma criança no espectro autista

De acordo com o BuzzFeed News , outras agências foram incluídas na investigação para entender quem exatamente facilitou a transferência de Huxley para uma nova família e se as agências estaduais ou de adoção foram consultadas durante o processo.

Susan SoonKeum Cox, vice-presidente da Holt International, organização sem fins lucrativos de adoção dos EUA, também comentou o caso: “Colocar nas redes sociais e falar que ‘nós achamos uma outra família’. O que isso significa? Isso passou por uma agência? A família que ele foi mandado foi analisada por alguém antes? Isso é muito incomum”.

Detalhes do caso

Após quatro anos do início do processo de adoção, Myka Stauffer publicou um vídeo em seu canal no YouTube revelando que ela e o marido optaram por encontrar outra família para Huxley. Como o garoto faz parte do espectro autista , necessita de cuidados especiais que a família não conseguiu atender.

“Não há nenhum pedação do Huxley que não amamos. Não houve um minuto com ele que não tentamos o nosso melhor e, após múltiplos esforços e avaliações, vários profissionais da saúde sentiram que ele precisava de um lugar diferente para suprir suas necessidades médicas”, falou no vídeo.

A atitude da família foi amplamente criticada nas redes sociais.

    Veja Também

      Mostrar mais