Sabe aquela máxima de que criança quando está quieta demais está aprontando? Agora que elas estão em casa e sem aulas por causa da quarentena que se espalha pelo mundo, essa cena provavelmente ficou mais comum.

Leia também: Filho surpreende pais com desenho na parede, e mãe tem melhor ideia para arrumar

bagunça arrow-options
The Sun/Reprodução
A foto ganhou o concurso do ScS, no Reino Unido como a mais hilária bagunça de criança

A "arte" das crianças virou tema de um concurso no Reino Unido, segundo informações do The Sun. Uma marca de sofás e carpetes pediu que mães enviassem fotos dos filhos mostrando o que eles estão aprontando no isolamento social.

Com direito a sofás destruídos, marcador permanente em janelas e até bagunças na cozinha com alimentos, uma foto é melhor do que a outra. O melhor flagrante, segundo os organizadores, foi da pequena Emilia Herbert, de West Sussex, que arruinou o sofá da mãe espalhando creme de assaduras por todo lado (imagem acima). 

"Agora podemos rir do incidente , mas na hora não foi muito engraçado. No momento eu estava dando banho na irmã de Emilia", contou Louis, a mãe, ao The Sun. 

Leia também: Como fazer da televisão uma aliada na quarentena para pais e filhos

E o segundo lugar também teve a ilustre presença do creme de assaduras. A mãe estranhou a quietude do filho no quarto quando se deparou com a arte de creme espalhado pela cama, paredes e móveis.

bagunça arrow-options
The Sun/Reprodução
Quando a criança está muito quieta, é sinal de perigo. Foi o que aconteceu nesta bagunça do pequeno inglês

Dale Gillespie, Chefe de Aquisição da ScS, organizadora do concurso, disse ao The Sun que as fotos hilárias mostram como as  crianças "podem bagunçar em tão pouco espaço de tempo, com algumas até arruinando móveis caros no tempo necessário para uma curta viagem ao banheiro!"

E a competição não para por aí, a bagunça dos pequenos na quarentena não se resumiu às fotos vencedoras. Veja a galeria com as melhores fotos das crianças aprontando:


    Veja Também

      Mostrar mais