Tamanho do texto

O garoto de seis anos precisou passar por uma cirurgia de risco para retirar o objeto da língua: "Foi o dia mais assustador das nossas vidas", fala a mãe

Um menino de seis anos precisou passar por uma cirurgia arriscada após prender a língua em uma garrafa de água no dia 20 de julho. O susto foi tanto que a mãe, Clare Wooff, 33 anos, relatou o caso ao “Daily Mail”, alertando os pais que acidentes como esse podem acontecer e até matar.

Leia também: Mãe faz alerta após filho de sete meses ter reação alérgica grave e quase morrer

redes sociais arrow-options
Reprodução/Daily Mail
Menino precisou passar por cirurgia arriscada para retirar a tampa de garrafa da língua

A mãe conta que estava dirigindo quando percebeu que o filho, Riley, estava fazendo barulhos abafados no banco de trás, como se estivesse tentando falar, mas não conseguisse. Quando ela olhou para trás, encontrou o menino com a língua presa na garrafa.

Eles fizeram força para tentar tirar a embalagem, mas não tiveram sucesso e entraram em desespero. “Foi o dia mais assustador das nossas vidas”, diz a mãe.

Clare levou Riley ao hospital, mas os médicos também não conseguiram. Rapidamente, a língua do garoto começou a inchar e ficou preta. Os profissionais disseram que ele precisaria passar por uma cirurgia, mas seria algo arriscado e poderia matá-lo.

Leia também: Mãe faz alerta após bebê de 11 meses sofrer intoxicação por excesso de água

Dez médicos participaram da operação para conseguir tirar a tampa da garrafa da língua de Riley. Tudo correu bem, mas ele precisou ficar alguns dias sem falar. De acordo com os médicos, é provável que o acidente tenha acontecido porque se formou um vácuo, impedindo a tampa de ser retirada. E como o menino ficou nervoso, a língua começou a inchar.

 “Pensar que este é um item cotidiano que a maioria das crianças tem em seus lancheiras escolares é assustador. Algo como isso pode acontecer facilmente”, comenta Clare. Estar atento aos objetos que os filhos brincam e, principalmente, colocam na boca é importante para evitar acidentes como esse. Além disso, sempre que perceber algo fora do comum, médicos devem ser procurados.