Assim como a escola que deu o troféu de "menino mais irritante" a uma criança autista , a Hugh Christie School, na Inglaterra, também causou polêmica com uma premiação. A tia de um aluno da instituição ficou indignada com um prêmio criado para homenagear o "melhor menino" e a "melhor menina" do colégio.

premiação de escola causa polêmica
Reprodução/Twitter/@lucyshall
Lucy Hall, tia de um estudante da escola, compartilhou o formulário na internet e revelou as categorias do prêmio


Lucy Hall compartilhou no Twitter uma foto do formulário que os alunos foram convidados a preencherem. Nele, a escola explica que se trata da cerimônia de premiação para marcar o final do ano letivo.

Os troféus que a escola se propôs a distribuir causaram revolta por não estarem ligados, de nenhuma maneira, aos estudos. As categorias que os adolescentes deveriam votar são direcionadas ao comportamento e características físicas de seus colegas. " Melhor menino ", "melhor menina", "hábito mais irritante", "melhor casal" e "maior ego" integram a lista.

Leia também: Irmãs são expulsas de escola dos Estados Unidos porque a mãe “vive em pecado”

A tia do estudante afirmou que ficou "chocada" ao ver o documento. "A escola é difícil o suficiente quando você tem 14 anos para criar prêmios sobre o melhor garoto e garota", escreve Lucy. "Hugh Christie School, por que você deixaria isso acontecer? Os pais estão chocados com isso", questiona ela.

A postagem teve mais de 40 retuítes e passou de 160 curtidas, e contou com respostas indignadas dos internautas sobre os troféus que a Hugh Christie School queria distribuir. "Isso é nojento. Absolutamente nenhuma dessas categorias celebra atributos positivos. É 2019!! Como isso está acontecendo?", pergunta um.

"Isso é bullying sancionado pela escola. Horrível quando temos uma enorme crise na saúde mental dos adolescentes. É perfeitamente possível fazer isso sem envergonhar e julgar", afirma outra.

A resposta da escola

A Hugh Christie School viu a publicação de Lucy Hall e pediu desculpas por "qualquer ofensa causada" aos pais e estudantes. "Informaremos os alunos para desconsiderar o formulário. O pessoal responsável foi avisado. Concordamos totalmente que isso era inadequado e pedimos desculpas", relata a escola.

Leia também: Professora obriga menina a trocar de roupa por achar vestido “inadequado”

A instituição também afirmou que essa premiação "vai totalmente contra o espírito da escola" e declarou que abriu uma investigação interna para saber os motivos que levaram o colaborador a produzir o documento.

    Veja Também

      Mostrar mais