Tamanho do texto

A dieta vegana exclui alimentos de origem animal, como carne, ovo e leite; especialistas comentam de que forma crianças podem adotar o veganismo

Mayra Cardi costuma compartilhar detalhes do desenvolvimento da sua filha nas redes sociais. Recentemente, a empresária e coach dividiu com seus seguidores que Sophia, de 6 meses, está passando pela introdução alimentar e, nesse momento, decidiu adotar uma dieta vegana.

Leia também: Veganismo infantil é possível sem comprometer a saúde das crianças?

Mayra Cardi e filha sentadas na cama
Reprodução/Instagram
Mayra Cardi compartilhou no Instagram que adotou uma dieta vegana para a introdução alimentar da filha de seis meses

A mãe explica que como a escolha foi por uma dieta vegana , ela está fazendo acompanhamento com uma série de especialistas para garantir o desenvolvimento da filha. “Precisa de várias vitaminas, várias coisas que tem além do alimento. O alimento não pode proporcionar tudo isso. A nutricionista passa esse monte de vitaminas necessárias”, diz.

“Acredito que o mais importante de tudo, para todas as mães, é que nossos filhos estejam realmente bem. Sempre saudáveis”, completa Mayra Cardi nas redes sociais.

Leia também: Hambúrguer, fritas e mais: 3 substituições para deixar o prato mais saudável

Crianças podem adotar uma dieta vegana?

Criança comendo brócolis
shutterstock
Especialistas afirmam que crianças podem adotar uma dieta vegana desde que tenham acompanhamento médico

Quem adota o veganismo não consome alimentos de origem animal. Então, além de excluir a carne, evitam leite, ovo e queijo, por exemplo. Por conta disso, há muita dúvida quanto a essa dieta para crianças. Afinal, estão em fase de desenvolvimento.

Em entrevista prévia ao Delas , o nutricionista especializado em veganismo e vegetarianismo Geoge Guimarães explica que há um mito criado pela indústria alimentícia de que as crianças precisam de nutrientes derivados de animais que não podem ser conseguidos de outra forma.

“Não é verdade. Todos os nutrientes, com exceção da vitamina B12, que precisa ser suplementada, a criança consegue sem precisar de carne e derivados animais, tendo uma alimentação completa e balanceada”, fala.

Desse modo, a suplementação de vitamina B12 é fundamental e deve começar a partir dos seis meses, quando os bebês deixam de depender exclusivamente do aleitamento materno e outros alimentos passam a ser introduzidos.

Leia também: Como ser vegano além da alimentação? Entenda mais sobre os cosméticos verdes

Para reforçar a proteína, é recomendado abusar de oleaginosas e comidas da família do feijão. Isso deve ser em todas as refeições, já que a criança precisa de mais proteína do que o adulto por estar em fase de crescimento.

Frutas e vegetais escuros em grande quantidade também são importantes fontes saudáveis de açúcar e ferro, respectivamente. Assim como cereais integrais, para fibras. Incluir o óleo de linhaça especificamente também é importante para garantir a obtenção de ômega 3.

No entanto, é preciso cuidado quando uma criança adota a dieta vegana . De acordo com a pediatra Clay Brites, do Instituto NeuroSaber, é preciso acompanhamento constante para evitar riscos à saúde.

“A criança deve ser monitorada a cada seis meses para observar se ela está se desenvolvendo, porque pode aumentar o risco de desenvolver anemia e déficit de nutrientes se ela não estiver bem alimentada”, fala.

    Leia tudo sobre: dieta
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.