Tamanho do texto

"Precisava mostrar que garotos podem ter cabelo comprido como as garotas e que as garotas podem ter cabelo curto como os garotos", diz a professora

Uma professora de educação infantil dos Estados Unidos chamou a atenção com uma bela atitude recentemente. Depois de ver uma aluna sofrer bullying porque tinha o cabelo curto, ela decidiu também cortar os fios para mostrar que todos podem usar os cabelos da forma que quiserem. 

Professora Shannon Grimm aparece com o cabelo curtinho ao lado da aluna que sofreu bullying na escola
Divulgação/Willis ISD
Professora Shannon Grimm aparece com o cabelo curtinho ao lado da aluna que sofreu bullying na escola

Leia também: Solidariedade: crianças raspam a cabeça para apoiar mãe e amigo

"Precisava mostrar que garotos podem ter cabelo comprido como as garotas e que as garotas podem ter cabelo curto como os garotos", afirma Shannon Grimm, professora da escola Meador Elementary School,  em Willis, no Texas, em entrevista ao programa de TV "Today". 

A história começou com a pequena Priscilla, de 5 anos. A garotinha era constantemente vítima de provocações dos colegas de escola por causa dos fios curtos. Depois das férias, a professora decidiu adotar um corte bem parecido com o da criança. 

Leia também: Como reverter e evitar o bullying entre crianças e adolescentes

Ela conta ao "Today" que os alunos ficaram chocados quando a viram com o novo visual, mas o resultado foi positivo. Segundo a professora, Priscilla ficou muito empolgada com a atitude dela. "Sua confiança aumentou", completa Shannon. 

Decisão de cortar o cabelo

Shannon e a pequena Priscilla com o mesmo corte de cabelo e laços combinando
Divulgação/Willis ISD
Shannon e a pequena Priscilla com o mesmo corte de cabelo e laços combinando

Shannon diz também que não fácil decidir abanonar os longos fios, mas que não se arrepende. "Sabia no meu coração que era isso que eu precisava fazer", diz a professora. 

Ela espera que o gesto possa servir de exemplo no futuro e em outros casos de bullying. "Na vida sempre teremos alguém que não será legal com a gente. Mas tudo se resume a que você faz e como voê reage a isso", analisa Shannon. 

Leia também: Como lidar com um filho que pratica bullying?

De acordo com a professora, a pequena Priscilla concorda com ela. "Ela me disse: 'Quando for grande como você, terei amigos que serão maus comigo, mas eu serei boa com eles como você'". 

Para completar, a professora ainda comprou laços iguais que ela e a aluna usam como adereço de  cabelo na escola. "Os laços representam força, família e que tem alguém olhando por ela", detalha Shannon. "Vou continuar usando o laço. Estou aqui por ela", finaliza. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas