Tamanho do texto

O youtuber Austin McBroom, que tem mais de 15 milhões de inscritos em seu canal, foi acusado de sexualizar a criança que levou ao sex shop; entenda

Com mais de 15 milhões de inscritos, o canal no YouTube “The Ace Family” foi criado por Austin McBroom e sua esposa Catherine para compartilhar a rotina da família. “Nossos vídeos incluem vlogs, experiências malucas, desafios, pegadinhas e momentos divertidos”, diz a descrição do perfil. Recentemente, Austin e Catherine envolveram-se em uma polêmica por conta de um vídeo publicado nas redes sociais.

Leia também: Bonecos com pênis e vagina realistas abre debate entre pais

Família de youtubers causou polêmica nas redes sociais por levar criança a sex shop e comprar pirulito em forma de pênis
Reprodução/Twitter
Família de youtubers causou polêmica nas redes sociais por levar criança a sex shop e comprar pirulito em forma de pênis

No vídeo que gerou a polêmica , a família aparece em um passeio por um sex shop com uma garotinha que, segundo os internautas, não é a filha do casal, mas provavelmente é parente de Catherine. Na loja, a criança mostra-se interessada por um produto exposto e Austin compra um pirulito colorido em formato de pênis para ela.

Publicado no Snapchat de Austin, o vídeo rapidamente foi compartilhado em outras mídias, como YouTube e Twitter, viralizando e causando revolta entre os internautas.

Leia também: Casal perde guarda de filhos por postar vídeos com "brincadeiras" abusivas

Mais sobre a polêmica do pirulito de pênis para criança

Nas redes sociais, a família alvo da polêmica foi criticada e acusada de sexualizar a criança
Reprodução/Instagram
Nas redes sociais, a família alvo da polêmica foi criticada e acusada de sexualizar a criança

O fato de o casal ter levado a criança para o sex shop e ainda ter comprado um produto erótico para ela incomodou muitos seguidores do “The Ace Family”. Nas redes sociais, não faltaram críticas e acusações de que Austin sexualizou a criança.

“Austin McBroom, apenas tenha respeito por Catherine e as meninas. A forma como ele age e trata as pessoas é absolutamente nojento. Estou muito desapontado com o vídeo do pirulito”, escreveu um seguidor.

“YouTube, um de seus criadores de conteúdo acha que sexualizar uma criança é engraçado. Isso é nojento. Time YouTube, espero que vocês não se importem mais com dinheiro do que com as crianças”, disse outra pessoa.

Leia também: Vídeo mostra pais ensinando masturbação a filhos de 10 anos

Até o momento, nem Austin, nem Catherine falaram algo sobre a polêmica . Eles continuam publicando outros vídeos no canal e sendo bastante ativos nas redes sociais. “Então, vocês vão simplesmente ignorar o vídeo que está circulando de vocês comprando um pirulito para a menina? Vocês provavelmente estão rezando para as pessoas pararem de falar sobre isso”, escreveu outro usuário para a família.

    Leia tudo sobre: YouTube

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.