Tamanho do texto

Canal do YouTube no qual era possível ver as crianças sendo xingadas, enganadas e induzidas a brigar já somava cerca de 800 mil inscritos

Divertido ou abusivo? Um casal de Maryland, nos Estados Unidos, perdeu temporariamente a guarda de dois dos cinco filhos depois de serem acusados de postar vídeos no YouTube fazendo  “brincadeiras” consideradas abusivas com as crianças.  

Leia também: Guarda compartilhada nas férias: com quem fica a criança?

Mike e Heather Martin costumavam fazer vídeos abusivos com os filhos e enteados
Reprodução
Mike e Heather Martin costumavam fazer vídeos abusivos com os filhos e enteados


O casal Mike Martin e Heather Martin são os responsáveis pelo canal “DaddyOFive” e ficaram conhecidos por postar vídeos que muitas vezes terminavam com os filhos chorando devido a uma aparente humilhação.

De acordo com portal americano “NBC News”, as imagens mostravam os pais, e às vezes até as crianças mais velhas, gritando palavras obscenas aos mais novos, fazendo jogos em que os irmãos terminavam se batendo e também os pais inventando mentiras para assustar os pequenos.

Brincadeira?

Em um vídeo, Cody leva uma bronca por ter manchado o tapete de tinta, o garoto fica desesperado e diz que não fez isso. Somente no final Heather diz ao filho que a tinta na verdade era “invisível” e logo desapareceria.

Já em outros registros, é possível ver o garoto sendo empurrado em uma prateleira e jogado em uma banheira pelo pai. O casal também já inventou ao pequeno Cody que ele seria adotado por outras pessoas e filmou toda a reação do garoto ao receber a notícia.  

Leia também: Guarda compartilhada de filhos cresce no Brasil, aponta pesquisa do IBGE

O canal foi ganhando cada vez mais inscritos , até que um site americano resolveu manifestar a indignação que sentia com os vídeos postados pelo casal. Desde então, as “brincadeiras” foram removidas da plataforma.

Repercussão negativa

Após a repercussão negativa, Heather e Mike postaram um vídeo de desculpas para os quase 800 mil inscritos no “DaddyOFive”. Eles disseram que tinham tomado algumas terríveis decisões parentais e que começaram com algo que não era tão ruim, mas continuaram e talvez perderam a mão.

Também falaram que as crianças gostavam, porém isso não era culpa delas já que eles são os pais e deveriam tomar as melhores decisões e orientar os filhos.

Perdendo a guarda

Rose Hall, mãe biológica de duas das crianças, postou um vídeo com o advogado dizendo o que acha de toda situação
Reprodução/Youtube
Rose Hall, mãe biológica de duas das crianças, postou um vídeo com o advogado dizendo o que acha de toda situação

Poucos dias depois do pedido de desculpas ser postado, o filho mais novo da família, Cody, e a irmã Emma – que são filhos biológicos de Mike e enteados de Heather – foram temporariamente tirados da casa dos Martins e agora estão sob a guarda da mãe biológica.

“Foi muito doloroso e perturbador ver meus filhos sendo abusados", fala a mãe  das crianças, Rose Hall, em um vídeo postado junto com o advogado Tim Conlon. Ela também afirma que a princípio o filho não queria sair da casa do pai, pois Mike e Heather disseram ao menino que Rose o havia largado e não o amava mais.

Leia também: Vídeo que expõe mulher nua após estupro mobiliza web; saiba como denunciar

A história dos vídeos polêmicos ainda não teve uma conclusão, mas Rob Weinhold, um coaching de vida que trabalha para os Martins, declarou: “O seu foco principal continua sendo a família durante este momento extraordinariamente difícil. Há uma equipe de serviços profissionais trabalhando com toda a família, todos focados em um futuro mais positivo, especialmente para as crianças.”

    Leia tudo sobre: YouTube
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.