Tamanho do texto

Sarah Bailey foi ao banheiro e começou a sangrar e sentir muita dor; como resultado, acabou desmaiando e sua mãe, avó da bebê, teve de concluir parto

Um  caso curioso aconteceu no Reino Unido: sem saber que estava grávida, uma mulher pensou que estava com prisão de ventre e, ao ir ao banheiro, começou a dar à luz. Mas a história não para por aí, a mãe acabou desmaiando no processo e quem acabou concluindo o parto foi a avó da bebê que nascia.

Parto surpresa: Sarah já era mãe de outras três crianças, incluindo Rio, seu mais velho, de 11 anos (foto)
Reprodução
Parto surpresa: Sarah já era mãe de outras três crianças, incluindo Rio, seu mais velho, de 11 anos (foto)


O episódio aconteceu com Sarah Bailey, de 29 anos. Pensando estar constipada , ela foi ao banheiro, mas começou a sangrar muito. Com medo, ela chamou a mãe, Pat, para ver o que estava acontecendo, ao que esta disse: “você está tendo um bebê”. Devido à dor e perda de sangue, Sarah acabou desmaiando em meio ao trabalho de parto .

Como resultado, Pat precisou ajudar a neta, que saía de Sarah, quem, por sua vez, já não estava fazendo mais força, já que havia desmaiado. E a pequena Desirae acabou parando de respirar quando nasceu. Por sorte, ajuda já estava a caminho e os paramédicos conseguiram ressucitar o bebê.

Mãe comenta parto surpresa

Parto surpresa: Sarah não sabia da existência da pequena Desirae, pois a placenta estava em frente ao útero
Reprodução
Parto surpresa: Sarah não sabia da existência da pequena Desirae, pois a placenta estava em frente ao útero


“Eu não fazia a menor ideia de que estava grávida, muito menos segundos antes de dar à luz. Eu conseguia ouvir as vozes e me lembro de ver uma comoção ao meu redor, mas parecia tudo muito distante, como se não fosse comigo”, comentou Sarah ao veículo britânico “The Sun”.

Ela disse que sua maior preocupação após Desirae nascer foi se ela teria alguma sequela por conta do comportamento que Sarah teve durante a gravidez . Como não sabia que estava grávida, Sarah, que já era mãe de três outras crianças, acabou bebendo em alguns momentos.

“Eu perguntei aos médicos se era minha culpa de que ela tinha nascido sem conseguir respirar, mas eles disseram que ela só entrou em choque pela situação toda em que nasceu. Me sinto mal de ter bebido, mas eu nem sabia que a Desirae existia”, afirma.

De acordo com Sarah, ela não exibiu nenhum sintoma de estar grávida por meses e ainda cabia nas mesmas roupas, sem aparentemente ganhar peso. Os médicos explicaram que sua placenta acabou ficando em frente ao útero, mascarando o crescimento do bebê, e a menstruação que ela acreditava ainda estar tendo era, na verdade, sua placenta se rompendo aos poucos.

“Como fazia pouco tempo que eu havia tido minhas filhas gêmeas, achei que fosse meu corpo voltando ao normal e que os hormônios e o trauma do parto delas, que também foi difícil já que nasceram prematuras , estavam causando aquilo. Além disso, eu e David [marido de Sarah] vínhamos usando camisinha, então não é como se não estivessemos nos cuidando. Mas acho que entramos naquela pequena porcentagem de falha”, pondera a mãe.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.