Tamanho do texto

Sarah quer que outras mulheres, a partir de seus posts, acreditem no poder do corpo feminino: "Na televisão, você só vê alguém mandando fazer força"

Sarah Schmid, de 36 anos, teve seus seis filhos em casa. A alemã, que mora atualmente na França, não tomou anestesia e nem teve o acompanhamento de uma equipe médica em nenhum dos momentos emocionantes. Mesmo assim, publicou os vídeos de parto no YouTube e chocou os internautas.

Leia também: Norte-americana só descobre que estava grávida ao sentir bebê sair dela 

Os vídeos de parto, publicado por Sarah, estão bombando na internet: mais de 1,5 milhão de pessoas assistiram
Reprodução/Youtube
Os vídeos de parto, publicado por Sarah, estão bombando na internet: mais de 1,5 milhão de pessoas assistiram


A atitude da mãe começou a chamar atenção na semana passada, quando algumas pessoas que acharam os vídeos de parto um absurdo resolveram compartilhar o link do nascimento de Kiran, o caçula, no Twitter. O garotinho nasceu em 2016, no jardim de casa, e Sarah nem imaginava que depois de tanto tempo seria criticada pela publicação.

“Na televisão, quando mostram partos, você só vê alguém dizendo para a mãe fazer força e eu acho que os meus vídeos mostram para as outras mulheres que elas podem confiar em seus corpos”, diz a mãe em entrevista ao “Daily Mail”. Segundo ela, a ideia é mostrar que um parto não é uma doença e que  toda mulher é capaz de realizar um sozinha.

“Toda mulher quer o melhor para o seu bebê e se prepara para esse momento, então não vejo problema em assumir essa responsabilidade”, garante. O vídeo, no momento, segue com mais de 1,5 milhão de visualizações e Sarah, que não se arrepende, impediu que fossem feitos comentários no post a fim de evitar mensagens negativas.

Mulher não pretende apagar vídeos de parto

Mulher posta vídeos de parto sem esconder detalhes do momento íntimo e tão especial:
Reprodução/Youtube
Mulher posta vídeos de parto sem esconder detalhes do momento íntimo e tão especial: "Quero servir de inspiração"


Mesmo com as justificativas da mulher, muitas pessoas usaram seus perfis na internet para criticar a atitude. Para a maioria, Sarah errou porque além de fazer os partos sozinha, deixou seus outros filhos assistirem a cena impactante.

“Ela é muito egoísta. Fez tudo isso para ganhar fama e ainda colocou a vida dos bebês em risco. Já pensou se houvessem complicações?”, questionou uma mulher. Outra chamou Sarah de irresponsável e contou que quase morreu ao dar à luz. “Fico muito feliz de saber que escolhi um hospital preparado para o meu caso, coisa que ela não fez”, criticou.

Leia também: Após petição, fotos de parto não serão mais retiradas do Facebook e Instagram

Sarah, no entanto, esclarece que procuraria um médico se sua gravidez fosse de risco ou tivesse alguma complicação durante o trabalho de parto, mas viu que não teria necessidade em nenhuma de suas gestações. Para ela, que não pretende apagar os vídeos de parto  , a reprovação das pessoas é uma tempestade em copo d’água.

    Leia tudo sobre: gravidez
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.