Tamanho do texto

Com os depoimentos, January Harshe, dona da conta, incentiva amor próprio e solidariedade entre mulheres, e aborda de forma realista o "ser mãe"

Escolher ser mãe é uma decisão que muda para sempre a vida de uma mulher. E, enquanto a maternidade pode ser incrível, ela também é muito difícil e não deve ser romantizada. É pensando nisso que mulheres começaram a compartilhar nas redes fotos de seus corpos e suas realidades pós-parto

Leia também: Instinto materno e maternidade compulsória: por que isso deve ser repensado?

January Harshe reúne relatos de pós-parto de diversas mulheres para falar de maternidade
Reprodução/Birth Without Fear
January Harshe reúne relatos de pós-parto de diversas mulheres para falar de maternidade


As fotos são enviadas por várias mulheres para a conta no Instagram “Take back post partum” (retome ou se aproprie do pós-parto , em tradução livre), que pretende estimular positividade corporal e solidariedade entre mulheres, além de conscientizar as pessoas sobre a maternidade real.

A página foi criada por January Harshe, mãe de seis filhos que também tem um blog no qual fala sobre maternidade e uma página no Facebook, Birth Without Fear, em que fala sobre parto.

Mais do que apenas só fotos de mães, no Instagram ela compartilha mensagens positivas dizendo que não tem problema uma mulher, que quis ser mãe e ama os filhos, achar a maternidade difícil em alguns momentos e sofrer por conta disso. Isso não faz dela menos mãe.

Leia também: "Estrias ainda serão sexy", afirma mãe com marcas após o parto 

January também elogia a beleza dos corpos das mães e aborda a pressão que elas sofrem para retomar a forma que tinham antes de dar à luz. “Como que um corpo pós-parto pode ser outra coisa além de magnífico?! Se você consegue encontrar beleza no corpo de outra mulher, por que não encontrá-la no seu próprio corpo? Todos nós dividimos a mesma energia, beleza e mágica, ainda que sua aparência varie um pouquinho entre cada uma”, escreve.

Nas postagens com fotos, ela aproveita para compartilhar um pouco das histórias das mulheres que as enviam.

Histórias de mulheres

Veja algumas das fotos compartilhadas em “Take back your post partum” e as histórias por trás delas.

A post shared by @takebackpostpartum on


“Esta é uma foto que eu provavelmente não manterei por muito tempo. Esta sou eu, no auge da minha depressão pós-parto. Eu pedi para o meu marido tirar a foto para que eu pudesse lembrar o quão longe cheguei, se algum dia eu saísse dessa. Eu estava na pior, nem era eu mesma.

Olhando a foto, me lembro perfeitamente da dor que senti, do medo de acordar todos os dias. Essa é a aparência da depressão, ou pelo menos a aparência que teve para mim. Eu não pedi por isso, não foi bem-vinda, mas lá estava ela e eu eu arrasei com ela antes que me consumisse ou, pior, tirasse a minha vida”, diz o depoimento da usuária @themanifestingmamma

Leia também: "Não percebi como seria julgada", diz mãe sobre gravidez "plus size"

A post shared by @takebackpostpartum on


“Bom, eu sei que muitos de vocês devem estar se perguntando por que eu postei essa foto, mas eu demorei 18 meses para chegar até aqui, 18 meses para não chorar toda vez que me olho no espelho, 18 meses para finalmente me sentir linda na minha própria pele de novo. Ninguém te avisa sobre o lado difícil da maternidade e da gravidez. Ninguém adianta o quanto você muda física e mentalmente depois que se torna mãe.

Foi um longo e difícil caminho que percorri após dar à luz. Dezoito meses após o nascimento do meu primeiro filho e cinco do nascimento do meu segundo, sinto que finalmente consigo ver a luz e é realmente incrível. Força para as mães que lutam contra a depressão pós-parto e ainda assim levantam todos os dias pelos filhos! Força para as mães que ainda choram por conta das marcas que o parto provocou na pele! Saibam que vai passar e as coisas vão melhorar”, diz @alexandrabrea_.

A post shared by @takebackpostpartum on


“Eu posso estar um pouco mais mole, mas, no fim das contas, estou mais forte e essas marcas me lembram de onde eu criei [minha filha] Emilia Ren. Esse corpo, eu, talvez não seja igual ao que era, mas se ela consegue encontrar tanto conforto e segurança nesse corpo, eu também conseguirei”, escreve @whenalexsmiles.

A post shared by @takebackpostpartum on


Leia também: Com foto usando fralda e sem sutiã, mãe revela outro lado do pós-parto

“Isto é o pós-parto . Meu corpo todo mole. Minha barriga flácida que ainda se lembra de quando criou, cuidou e manteve esse bebê há até algumas semanas atrás, e dois outros bebês antes disso. Seios cheios de leite, cheios de vida, cheios de ouro e um coração embriagado de amor”, revela a usuária @didasundet.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.