Tamanho do texto

Norte-americana viajava com os filhos, de quatro meses e três anos, quando se viu em situação delicada ao não conseguir acalmá-los de forma alguma

Uma mãe norte-americana estava vivendo um verdadeiro pesadelo durante um voo quando a ajuda inesperada de um desconhecido salvou tudo. Jessica Rudeen viajava apenas com seu filho de quatro meses e sua filha de três anos quando ambos começaram a chorar descontroladamente. Ela não tinha ideia do que fazer, mas, aí, um "anjo da guarda" surgiu.

Leia também: Hugo Gloss dá lição de empatia após choro de criança em voo

Mãe que recebeu ajuda contou no Facebook que já está em contato com a esposa de seu
Facebook/Jessica Rudeen/Reprodução
Mãe que recebeu ajuda contou no Facebook que já está em contato com a esposa de seu "anjo da guarda" para um encontro

"Meu primeiro voo com um bebê, e minha filha entrou em pânico quando entramos no avião. Meu filho de quatro meses chorava sem parar porque, devido a alguns eventos inesperados, eu não consegui cuidar direito dele antes de embarcar. Minha filha de três anos, que estava animada antes de embarcar, perdeu o controle, ficou nervosa e coneçou a gritar e chorar. 'Eu quero sair do avião! Eu não quero ir!'. Honestamente, achei que seríamos retirados do voo", pensou a mãe antes de receber a ajuda inesperada.

Em relato compartilhado em sua página no Facebook, Jessica explica que tentava desesperadamente acalmar os filhos, mas eles eram dois, e ela, só uma. Foi então que um homem se ofereceu para segurar o bebê enquanto ela posicionava a filha mais velha no assento, pegava seu tablet e dava play em um filme. 

"Uma vez acomodada e relativamente calma, ele a distraiu para que eu pudesse amamentar Alexander. Finalmente, quando estávamos deslizando pela pista, o fundo do avião já não tinha mais gritos. Durante o voo, esse homem ainda pintou e assistiu um filme com Caroline, ele iniciou uma conversa e mostrou as coisas do lado de fora para ela. No fim do voo, ele era o melhor amigo de Caroline."

Leia também: Mandaram esta mãe se movimentar durante a gestação – mas nem todo mundo aprovou

A mãe conta que a menina até mesmo deu um beijinho no ombro de seu novo melhor amigo quando eles estavam olhando pela janela. E, curiosamente, a conexão que tanto a família quanto o homem tinham de fazer era a mesma. Mais uma vez, ele ajudou Jessica.

"Este homem, Todd, me mostrou uma bondade e uma compaixão que eu nunca tinha visto em outra pessoa. Sua esposa, ele disse, teve uma experiência parecida quando os filhos do casal eram mais novos e um desconhecido mostrou a mesma solidariedade."

Mãe iniciou busca pelo "anjo da guarda"

Todd, o homem que ofereceu ajuda, se tornou o novo melhor amigo da menina, que inclusive chegou a dar um beijinho em seu ombro
Facebook/Jessica Rudeen/Reprodução
Todd, o homem que ofereceu ajuda, se tornou o novo melhor amigo da menina, que inclusive chegou a dar um beijinho em seu ombro

A norte-americana compartilhou o relato no Facebook com a intenção de encontrar Todd. "Se vocë puder compartilhar este post para que eu possa encontrá-lo, realmente ficaria muito grata.  

Leia também: Mãe coordena roupas de filhas trigêmeas e os looks fazem sucesso no Instagram

Em apenas cinco dias, foram mais 14 mil reações na rede social e quase 5 mil compartilhamentos. E Jessica já fez uma atualização no texto original: "Já estou em contato com a esposa de Todd e espero que consigamos estar juntos logo". Mais uma vez, a ajuda de desconhecidos foi essencial para a mãe.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.