Tamanho do texto

Criança nasceu nesta quarta-feira (18), após grande expectativa sobre o sexo

Sabe aquela história de esperar chegar ao menos um menino e uma menina para “fechar a fábrica”? Bem, para esta família dos Estados Unidos a história está sendo um pouco diferente da maior parte das pessoas ao redor do mundo – inclusive aquelas mais velhas, de quando era normal ter muitos filhos.

Leia também: Mandaram esta mãe se movimentar n a gestação, mas nem todo mundo aprovou

Família Schwandt já é conhecida nos Estados Unidos por conta do alto número de filhos homens, cujas idades variam entre 25 e 0
Facebook/Jay Schwandt/Reprodução
Família Schwandt já é conhecida nos Estados Unidos por conta do alto número de filhos homens, cujas idades variam entre 25 e 0


Jay e Kateri Schwandt tinham um total de 13 filhos até esta quarta-feira (18), quando deram as boas vindas ao 14º filho. Mas se você acha que apenas o número é surpreendentemente, bem, todos os filhos são do sexo masculino. Cada um dos quatorze.

Leia também: Após filhos pequenos terem 'ataque' em voo, mãe recebe ajuda de desconhecido

A família já era conhecida nos Estados Unidos pelo alto número de meninos, então quando os Schwandt anunciaram que estavam esperando por mais uma criança, o país ficou ansioso para saber qual seria o sexo, que só foi revelado após o parto.

De acordo com a imprensa norte-americana, Jay e Kateri ganharam um menino de 3,7 kg e 53,3 centímetros. O mais novo membro nasceu pouco antes das 18h e chegou alguns dias antes do esperado pelos médicos. Seu irmão mais velho tem 25 anos, enquanto o mais próximo dele em idade tem apenas dois.

Chances de se ter um menino

Quando Kateri estava grávida do 13º filho, especialistas calcularam que a chance de uma mulher dar à luz a 12 meninos seguidos era de 0,2%. Agora, ela conseguiu superar ainda mais as expectativas de todos. 

De qualquer forma, o pai se diz apenas feliz pela esposa e o filho estarem com saúde e seguros. O nome do bebê, por outro lado, ainda não havia sido escolhido até a noite de quarta e não foi divulgado. 

Leia também: Estudo aponta que é possível descobrir sexo do bebê antes mesmo da gravidez

E apesar da família não ter um "segredo" para esta capacidade de gerar meninos, especialistas explicam que muitos fatores podem influenciar o sexo do bebê. Entre eles, o dia da relação sexual e alimentação que o casal segue.  Entenda melhor ao clicar aqui.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.