Tamanho do texto

Fotos e post da mãe de Keaton Jones foram reveladas e mostraram outro lado da família do garoto que sofreu com preconceito de colegas na escola

Um dia após diversos famosos se emocionarem com o vídeo de um garoto que sofreu bullying na escola , a família dele se tornou alvo de uma grande polêmica nos Estados Unidos. Muitas pessoas começaram a buscar mais informações na internet sobre Keaton Jones, a mãe, Kimberly, e as irmãs, e acabaram encontrando fotos comprometedoras.

Keaton Jones, a mãe, Kimberly, e as irmãs em foto compartilhada pela responsável pela família em sua página no Facebook
Facebook/Kimberly Jones/Reprodução
Keaton Jones, a mãe, Kimberly, e as irmãs em foto compartilhada pela responsável pela família em sua página no Facebook

Em uma delas, compartilhada por Kimberly no Facebook – mesma rede social em que divulgou o vídeo sobre bullying –, as crianças aparecem ao lado da bandeira adotada por grupos como a Ku Klux Klan, que são contra os negros, durante a Guerra Civil americana. Hoje, muitos encaram a bandeira como um símbolo que remete à escravidão e à opressão racial .

Leia também: Médico compartilha foto de mãe puxando próprio filho durante parto e é punido

Além dessa e de outra foto da própria Kimberly com a bandeira, um post da mãe também foi revelado. Nele, ela falar para as pessoas pararem de “choramingar” caso não estejam sangrando, com ossos saindo ou podendo respirar. Kimberly também pede que as pessoas nem comecem a falar sobre questões históricas, mas o maior problema é que a mensagem foi escrita duas semanas após o conflito racial de Charlottesville, na Virgínia.

A dúvida que surgiu após a divulgação das imagens e do post foi: vale a pena ajudar uma família assim?

Defesa

Kimberly, que agora mantém sua conta no Facebook na versão privada, negou em entrevista que sua família seja racista . Em entrevista transmitida nesta terça-feira (12) pelo programa “Good Morning America”, da rede ABC, a mãe explica que a foto tinha o objetivo de ser irônica e divertida. “Eu realmente sinto muito. Se pudesse voltar atrás, eu voltaria.”

A polêmica chamou ainda mais atenção porque grupos de pessoas já estavam arrecadando dinheiro para família que chamou atenção do mundo para o problema do mundo. Entretanto, as vaquinhas coletivas foram encerradas após o caso. Os organizadores ainda não sabem o que fazer com o dinheiro.

Na entrevista desta terça, a mãe de Keaton voltou a falar sobre a questão do bullying e pediu, novamente, que os pais conversem com os filhos sobre o assunto. O garoto disse também que o objetivo do vídeo nunca foi ganhar fama ou dinheiro.

Ajudar ou não?

Apesar da polêmica envolvendo o garoto que sofreu com o preconceito de colegas na escola, a maior parte das pessoas manteve seu posicionamento a favor do menino. Entretanto, a opinião pública em relação à mãe já não é mais a mesma.

Leia também: As 5 mães que mais nos chocaram em 2017

“Com tudo que foi revelado sobre a família de Keaton Jones, nós devemos nos lembrar de algumas coisas. Nós não podemos descontar nas criança as ações de seus pais ou família. Apesar de desanimado, domos todos movidos pelo efeito do bullying e para acabar com isso. Vamos nos focar nisso”, escreveu o cantor Parson James no Twitter.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.