Tamanho do texto

Não deixe seu filho dormir com cabelo molhado, saia sempre com uma garrafinha de água e outros cuidados para ter com os pequenos quando no calor

O próximo verão promete ser um dos mais quentes de todos os tempos . O clima seco e a poluição prejudicam a saúde principalmente das crianças que, apesar de sentirem o mesmo calor que os adultos, se desidratam mais facilmente e são mais suscetíveis a doenças. Por isso, a atenção com os pequenos neste período deve ser redobrada.

Veja abaixo alguns cuidados imprescindíveis sugeridos pelo pediatra e neonatologista, Jorge Huberman.

As crianças devem estar sempre hidratadas
Thinkstock
As crianças devem estar sempre hidratadas


Verifique o horário de sair no sol

Como a pele da criança é mais fina, as chances de sofrer uma insolação são muito maiores se comparamos com adultos. Jorge recomenda que se dê preferência para sair antes das 10h ou depois das 16h com as crianças.

Saia sempre com uma garrafinha de água

Virose, diarreia e desidratação podem vir acompanhadas do tempo quente. Então, não esqueça de hidratar os pequenos ao sair para um passeio: “O hábito de sair sempre com uma garrafinha de água, suco ou água de coco para hidratar o filho e evitar o refrigerante - pois hidrata pouco - já é um começo", diz Jorge.

Tome cuidado com o ventilador
Thinkstock/Getty Images
Tome cuidado com o ventilador

Ventilador e ar-condicionado

Com o tempo quente, vários locais abusam do uso de ar-condicionado. Saiba que ele e até mesmo o ventilador são aliados apenas quando usados com cuidado. De acordo com Jorge, um ambiente muito frio, mesmo refrescando a criança, deixa a mucosa da garganta dela vulnerável às bactérias e, com isso, podem aparecer infecções como dor de garganta, por exemplo.

"O correto é não deixar o ventilador em cima da criança, colocando-o do lado oposto do seu filho. O ar-condicionado regular deve ficar numa temperatura mais amena, em 23°C ou 24°C.” Ele também recomenda aplicar soluções fisiológicas no nariz da criança, fazer inalações com soro ou até colocar um balde com água no quarto – longe do alcance dela – para evitar o ressecamento das mucosas.

Roupas e acessórios

Roupas frescas são essenciais para aplacar o calor: "Roupas de algodão, de linho ou claras são as ideais. Evite as de fibras artificiais, elas esquentam”, explica o pediatra. Além disso, não esqueça protetor solar, boné e até mesmo óculos de sol.

Dormir com cabelo molhado

No calor, pode ser uma tentação deixar o bebê dormir com o cabelo molhado para ele se refrescar, mas o pediatra alerta para que não se cometa este erro.

"Embora refresque, a umidade facilita o surgimento de fungos, provocam coceira e a criança pode se machucar ao coçar", alerta o médico.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.