'É mais difícil ser atleta mulher, porque todo mundo reza pela sua queda', diz Simone Biles
Lance!
'É mais difícil ser atleta mulher, porque todo mundo reza pela sua queda', diz Simone Biles


Simone Biles , atleta que desistiu de grande parte das finais olímpicas na ginástica artística, contou que o abuso sexual que sofreu do ex-médico da seleção norte-americana Larry Nassar, pode ter interferido no desempenho e na saúde mental. 

"Agora que penso nisso, talvez na minha cabeça, provavelmente sim, porque existem gatilhos que nem conhecemos, e eu acho que poderia tê-los", disse, ao Today. Nassar foi condenado a 175 anos de prisão após quase 300 denúncias de assédio sexual virem à tona. 

Alguma das grandes atletas que defendiam o país, como McKayla Maroney, Aly Raisman e Gabby Douglas, se aposentaram da ginástica. Em 2018, antes da sentença, Biles admitiu que era uma das vítimas. Segundo a reportagem do Today, a ideia era dar a volta por cima com a modalidade em Tóquio, mas a pressão teria pesado. 

"Sabia que ainda sendo a cara da ginástica dos EUA, e de tudo que trouxemos, isso não vai ser jogado para fora do tapete. Essa é uma conversa muito longa", explicou. "Ainda temos que proteger os atletas e descobrir por que isso aconteceu, quando e quem sabia", disse. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários