Kathlen de Oliveira Romeu estava grávida e foi vítima de bala perdida
Reprodução/redes sociais
Kathlen de Oliveira Romeu estava grávida e foi vítima de bala perdida

A avó da designer de interiores assasinada na última terça-feira (8) Kathlen Romeu, de 24 anos, relatou os momentos que passou no momento em que a neta foi baleada durante uma ação da Polícia Militar no Complexo do Lins, na zona norte do Rio de Janeiro. Sayonara de Oliveira Lopes disse que se jogou sobre Kathlen para protegê-la quando os tiros começara, antes de notar que a jovem já havia sido baleada.

Sayonara contou aos jornalistas que ela e a neta estavam caminhando na rua quando começaram os tiros e logo no começo Kathlen caiu no chão.

"Quando começou o barulho do tiro, minha neta caiu no chão. Achei que ela tinha se jogado, me joguei em cima dela, e vi um buraco [no corpo dela]. Não sei como não estou baleada. Levantei e falei: 'Gente, para de dar tiro, socorre minha neta', eles socorreram pois eu gritei, eles não queriam nem que eu fosse no carro com ela. Eu disse: 'Me leva, nem que seja na caçamba'", contou a senhora.

Sayonara disse que pediu para neta visitá-la porque nesta semana a comunidade estava calma e sem registro de tiroteio. A avó contou ainda que durante os disparos, já com a neta ferida, ela foi questionada por um dos PMs: "Você sabe quem era aquele?". "Meu filho, só quero a minha a neta. Socorre a minha neta. Não sei quem era aquele", respondeu ela.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários