Grávida morreu por bala perdida durante tiroteio no Rio
Reprodução
Grávida morreu por bala perdida durante tiroteio no Rio


Após a morte de Kathlen Romeu, de 24 anos e grávida de 4 meses no Rio de Janeiro, a marca que ela revendia virou alvo de críticas. A Farm, marca de roupas carioca, criou um código na lonja online. O objetivo era de reverter o valor de comissão de cada venda para a família dela, além disso, a marca diz que irá dar suporte psicológico e emocional através do canal de gente e gestão da empresa. 


Mas a ação da marca não foi bem aceita por quem está protestando contra a morte de Kathlen. A principal crítica é de que mesmo com uma morte trágica, a marca está tentando vender produtos e não irá reverter o valor total da roupa para a família e sim a comissão, fazendo a assassinada trabalhar pela empresa mesmo morta. 

A promoção da Farm está sendo criticada e viralizando nas redes sociais. Além disso, muitos comentam que negros mortos pela violência policial viram estampa de camiseta ao invés de ter uma mudança efetiva na desigualdade e no número de negros mortos em confrontos policiais. Veja a repercussão:

Você viu?







    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários