A maquiadora profissional Ghadeer Sultan, que possui mais de 2 milhões de seguidores em sua conta no Instagram, foi severamente criticada por conta de postagens em que aparece fazendo ' black face ' no Instagram, segundo o portal britânico The Sun . Apesar da onda de reprovação, a blogueira não excluiu as fotos, não reconheceu a ofensividade delas e nem pediu desculpas.

Leia mais: Mulher economiza em plástica e resultado dá errado: "Você recebe o que paga"

Maquiagem de Ghadeer Sultan considerada racista arrow-options
Reprodução/Instagram
Maquiagem de Ghadeer Sultan considerada racista










 A primeira postagem da blogueira usando black face foi acompanhada da legenda "Feliz ano novo". Já num vídeo em que também está com a maquiagem, ela, que é originária do Kuwait, também aparece sincronizando os lábios com a frase "We are the World 25 for Haiti".

Nesse vídeo, a legenda é: "Não importa de onde você é ou no que acredita, somos todos filhos deste mundo e todos o compartilhamos igualmente. A beleza vem em todas as formas e cores, então vamos nos amar e celebrar nossa união. Eu amo todos vocês, feliz ano novo #happynewyear #happy_new_year #2020".

Leia mais: Como se hidratar sem tomar apenas água pura

O clipe postado no Instagram parece ser inspirado no vídeo de caridade feito por celebridades para arrecadar fundos destinados a vítimas do terremoto que devastou o Haiti em 2010. A frase dita no vídeo diz respeito a uma paródia com a música "We are the World", escrita por Michael Jackson e Lionel Ritchie em 1985. 

A maquiadora também aparece com várias perucas e tons de pele diferentes no vídeo.

Tudo isso acabou em uma série de comentários nos quais a maquiadora foi duramente criticada e chamada de racista.

Invés de apagar as postagens em que foi repreendida, Ghadeer postou outra foto em que aparece com a maquiagem polêmica com a legenda: "Eu não sou racista...Eu odeio racismo. O que fiz foi apenas para mostrar do que sou capaz... Amo vocês todos".

Segunda foto postada por Ghadeen em que aparece fazendo black face arrow-options
Reprodução/Instagram
Segunda foto postada por Ghadeen em que aparece fazendo black face










O resultado não foi diferente: mais insatisfação. Um dos usuários comentou: "POR FAVOR, DELETE ISSO. Escurecer seu rosto, independentemente do contexto e das circunstâncias, é sempre inaceitável".

Um outro disse: "Isso é totalmente um black face, o que é muito ofensivo e como uma maquiadora estudada, você deveria saber melhor sobre isso. Se você quer mostrar suas habilidades e talento, use uma MODELO NEGRA! Ponto".

Blogueira Ghadeer Sultan arrow-options
Reprodução/Instagram
Blogueira Ghadeer Sultan


"Essa é a coisa mais ofensiva que eu já vi. Você poderia retratar a união sem desrespeitar uma cultura inteira. Além de deseducado, isso é além do desnecessário e inaceitável", pontuou outra pessoa. 

Ghadeer continuou a se defender e compartilhou um vídeo sobre o acontecido, que saiu na BBC. 

Leia mais: Dia de Reis: aprenda a fazer a simpatia da romã para atrair dinheiro

A prática do ' black face ' surgiu por volta de 1830 em Nova York e consistia em ridicularizar pessoas negras através de estereótipos exagerados para entreter os brancos. Muitas vezes, não há intenção clara de ofensa, mas na visão dos críticos de Ghadeer, no momento em que se tem conhecimento sobre a história do 'black face', insistir nele configura um comportamento racista.



    Leia tudo sobre: maquiagem Instagram

    Veja Também

      Mostrar mais