A brasileira Helena Schargel, de 79 anos de idade, está se tornando uma inspiração na internet. Com 19,8 mil seguidores no Instagram, ela divulga o trabalho como modelo de lingerie e projetos motivacionais. "Sou uma menina de quase 80 que encoraja mulheres a saírem da invisibilidade. Se eu posso, você também pode", diz a biografia da idosa na rede social.

Leia também: Modelo de 67 anos é escalada para campanha da "Fenty", grife de Rihanna

Helena Schargel
Reprodução/Instagram/helenaschargel
Além de ser modelo de lingerie, Helena Schargel é colaboradora da coleção 60+ focada em mulheres acima dos 60 anos

Além de modelo , Helena também é estilista e colaborou com a coleção +60, cujo foco é valorizar a beleza das mulheres que já passaram dos 60 anos e mostrar que sensualidade não tem idade. Segundo ela, foi a partir disso que seu propósito de inspirar alavancou. 

"Mais do que vestir milhares de mulheres maduras, sensuais e maravilhosas (...) quero inspirar milhões a saírem da invisibilidade. Quem disse que se aposentar do trabalho é o mesmo que se aposentar da vida? Nem pensar!", escreveu em um post no Instagram. 

Leia também: Blogueira de 68 anos mostra que estilo não tem limite de idade

Tornando mulheres visíveis

Helena Schargel
Reprodução/Instagram/helenaschargel
Helena tem como missão inspirar mais mulheres, em especial as com mais de 60 anos, para que elas saiam da invisibilidade

Além de milhares de segudores nas redes sociais, Helena fez uma palestra no TEDx São Paulo sobre ser sexy aos 79 anos de idade. Ela explica que vê a invisibilidade como a prática de "se aposentar de si mesmo", algo comum entre as mulheres, especialmente as mães que se dedicam durante toda a vida aos filhos. 

Aposentada do trabalho desde 2017, ela se considerava "invisível" até idealizar a coleção de lingerie, durante um Café 50+ -evento para pessoas acima de 50 anos -,  surpreendendo até a si mesma. Foi também quando decidiu ser o rosto da coleção e desfilar com "todas as ruguinhas que tenho direito, sem Photoshop". 

Através da coleção, ela queria mostrar para outras mulheres que elas têm "outras vidas a serem vividas". "Cada peça precisava dizer: Você está viva! Você pode tudo!", disse na palestra. Hoje, ela tem outros planos: uma segunda coleção, dessa vez de roupas de ginástica, também voltada para mulheres da terceira idade. 

Leia também: Aos 68 anos, fisiculturista fala sobre autoestima e diz que a chamam de “deusa”

Além das roupas, ela usa o Instagram como plataforma para passar a mensagem de inspiração. "Se eu puder dar um conselho, é este: não espere a aprovação de ninguém. Você vai conhecer muito mais pessoas que vão dizer que você 'não pode' do que aquelas que vão encorajar você a seguir em frente. Se eu fosse dar bola para esse tipo de coisa, não teria começado um projeto novo com quase 80 anos", escreveu a modelo em um post. 

    Veja Também

      Mostrar mais