Tamanho do texto

Segundo autor das fotos, ideia era criar um debate ao contrastar "a beleza feminina 'moderna' e a aparência crua e não convencional das axilas peludas"

O fotógrafo Ben Hopper, de Londres, no Reino Unido, tem trabalhado no projeto "Natural Beauty" (beleza natural, em tradução para o português) há mais de dez anos. Desde 2007, o objetivo foi capturar imagens de mulheres que deixaram os pelos nas axilas crescerem, mostrando que não é preciso se encaixar no "padrão" sobre o que é ser bonita e feminina. 

Leia também: Mulheres fazem parte de campanha "Janeiro Peludo" e exibem pelos no corpo

mulher fazendo pose com os braços levantados, mostrando os pelos nas axilas
Reprodução/Facebook/Ben Hopper
O projeto do fotógrafo londrino Ben Hopper, foca em mostrar que os pelos nas axilas são algo natural do corpo feminino

"Mesmo que os pelos nas axilas sejam um estado natural, eles se tornaram uma declaração. Por quê? Por quase um século nós passamos por uma lavagem cerebral feita pela indústria da beleza, que encoraja a depilação", diz a descrição do projeto no site do fotógrafo.

Segundo ele, a ideia é criar um debate ao contrastar "a beleza feminina 'moderna' e a aparência crua e não convencional das axilas peludas". Então, ele tirou fotos de muitas mulheres mostrando que deixaram a depilação de lado — e que não há problema nisso. 

mulher exibindo pelos
Reprodução/Facebook/Ben Hopper
Mulheres que já não removiam os pelos nas axilas procuraram Ben para participar do projeto

Em entrevista ao portal britâncio Daily Mail , o fotógrafo conta que se sentiu inspirado pela ideia de beleza natural . "Acho que pode ser muito bonito, sexy e empoderador."

"Você precisa ter uma atitude para ser uma mulher que não de depila hoje em dia. Alguém que esteja disposto a ser julgado por várias outras pessoas é, para mim, atraente e confiante", disse.

Assim, no início, ele convidou modelos, atrizes e amigas pessoais que queriam deixar os pelos crescerem por alguns meses para que pudesse registrá-las.

Porém, o projeto cresceu e se tornou muito popular, principalmente no Reino Unido, tendo seu ápice em 2014, quando viralizou nas redes. 

A partir disso, outras  mulheres que já não se depilavam entraram em contato com Ben para que pudessem ser fotografadas também. No total, já foram mais de 45 participantes, incluindo até algumas que não são de Londres, onde fica o estúdio do fotógrafo. 

Projeto é forma de protesto contra indústria, diz fotógrafo

mulheres com pelos nas axilas
Reprodução/Facebook/Ben Hopper
Segundo fotógrafo, as fotos das mulheres exibindo os pelos nas axilas servem como uma forma de protesto à indústria

Para o projeto, Ben conta que estudou sobre como a depilação foi imposta às mulheres ao longo dos anos e, também, como isso está ligado à indústria, já que muitas marcas que vendem lâminas de barbear criaram produtos para o público feminino para aumentar as vendas. 

"A maior parte das pessoas aturalmente não consegue ligar com mulheres que têm pelos. É uma forma brilhante de marketing. Não quero que as mulheres parem de se depilar, mas acho que é uma possibilidade que as pessoas não deveriam perder de vista. Queria que as pessoas começassem a questionar todas essas questões."

Por isso, ele afirma que as fotos servem também como um protesto contra a indústria da beleza, já que os pelos são algo natural do corpo das mulheres. "Se eu pergunto 'quem você espera que tenha pelos nas axilas ?' você nunca imaginaria uma modelo que parece 'feminina'. Isso é um estereótipo que eu estou tentando usar para ter uma reação", finaliza.