Tamanho do texto

"A vida é muito curta para se preocupar com coisas tão sem sentido como celulite ou opiniões negativas de outras pessoas", comenta Tesia Kline

Tesia Kline é uma blogueira "body positive", ou seja, costuma fazer postagens motivadoras sobre o corpo , mostrando que está tudo bem em ser como é. Recentemente, ela tirou uma foto na praia que, sem querer, por causa da iluminação e do ângulo, acabou mostrando sua celulite. Porém, em vez de apagar a imagem, Tesia decidiu compartilhá-la com seus seguidores.

Leia também: Blogueira mostra como legging pode mudar completamente aparência do corpo

Tesia compartilhou uma foto que tirou sem querer com uma foto posada, para mostrar que celulite é algo normal
Reprodução/Instagram/tk_line09
Tesia compartilhou uma foto que tirou sem querer com uma foto posada, para mostrar que celulite é algo normal

A blogueira fez uma comparação lado a lado de duas fotos suas: uma posada e a tirada sem querer, mostrando que "imperfeições", como a  celulite  ,também fazem parte da realidade do seu corpo. "Às vezes seu 'corpo modelo' não é sempre o que ele parece ser (especialmente no Instagram)", escreveu na legenda da imagem. "Obrigada, ângulos e luz, por me ajudar a ver que eu ainda sou incrível de todos os pontos de vista. E você também é!" 

Em entrevista ao portal britânico da revista Cosmopolitan, Tesia afirmou que o objetivo de compartilhar a foto era, realmente, motivar outras mulheres a amarem seus corpos — especialmente se elas têm furinhos nas pernas e outras marcas. "Eu quis publicar porque sinto que há milhões de mulheres lá fora que são inseguras sobre algo que é normal. Elas tentam 'curar' isso como se fosse uma doença." 

Leia também: Blogueira mostra celulite e abre debate nas redes sobre fotos editadas

Aprendendo a amar o próprio corpo


Apesar de ser conhecida por esse discurso de aceitação, Tesia nem sempre foi tão positiva sobre o próprio corpo. Em 2011, um DJ fez piada sobre seu corpo e peso (também conhecido como "fat shaming") enquanto ela dançava em uma festa. A humilhação fez com que ela mudasse seu estilo de vida e  começasse a praticar exercícios. 

Nessa época, ela chegou a perder cerca de 20 quilos e ficou com o corpo tão definido que começou a participar de competições de body-building. Porém, isso acabou se tornando uma obsessão, que levou à baixa autoestima. "Eu nunca estava satisfeita com o meu corpo, não importava o quanto eu emagrecia", conta Tesia. 

Então, ela decidiu largar a competição como forma de recomeçar o processo de aceitação . "Eu percebi que meu valor próprio não está ligado à minha aparência. Eu não preciso ser magra e ter o corpo definido para ser feliz e saudável." Agora, ela segue uma rotina de exercícios e uma dieta balanceada.

Leia também: "Ponto é mostrar que a beleza é diversa", diz modelo que recriou capa da Vogue

Além disso, a blogueira compartilha conselhos de amor próprio para mais de 95 mil pessoas para ajudá-las nesse processo de aceitar as próprias "imperfeições". "A vida é muito curta para se preocupar com coisas tão sem sentido como celulite ou opiniões negativas de outras pessoas. Depende de nós nos aceitarmos e aproveitarmos a vida da melhor maneira possível", finaliza. 

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.