Tamanho do texto

Objetivo de americana era apontar a falta de representatividade da marca

Gisele Bündchen, Adriana Lima, Alessandra Ambrosio e Lily Aldridge. Além todas serem ou já terem sido angels da marca de lingerie Victoria’s Secret, estas mesmas mulheres têm outras características em comum: são altas e super magras e definidas. Mas será que este é único padrão que qualifica alguém como angel? Uma modelo americana provou que não.

Leia também: Estrias de modelos são liberadas em catálogos de marca de roupas britânica

Tabria é modelo e também faz sucesso com suas fotos nas redes sociais, tendo quase 400 mil seguidores só no Instagram
Instagram/tabriamajors/Reprodução
Tabria é modelo e também faz sucesso com suas fotos nas redes sociais, tendo quase 400 mil seguidores só no Instagram

Em sua conta no Instagram, a modelo plus size Tabria Majors reproduziu fotos de catálogos da Victoria’s Secret e mostrou para todo mundo que fica tão bem nas peças da marca quanto qualquer outra mulher magra e definida. “Talvez eu seja uma angel este ano no Halloween, já que não está acontecendo na vida real”, escreveu Tabria para os seus mais de 397 mil seguidores na rede social.

Leia também: Blogueira reage à comentários negativos contra seu corpo de forma incrível

A americana também fez questão de pontuar que garotas curvilíneas podem, sim, arrasar em lingeries e vender os produtos assim como as modelos que seguem os padrões tradicionais da indústria da moda. O resultado não poderia ter sido outro: Tabria Majors viralizou nas redes sociais com seu post.

Em pouco mais de uma semana, foram mais de 28,4 mil likes e centenas de comentários. “Obrigada. Eu realmente estava olhando para a terceira foto e imaginando como a peça ficaria em mim. Obrigada pela representatividade”, escreveu uma das usuárias.

Fotos

A post shared by Tabria Majors (@tabriamajors) on

Abria reproduziu três fotos de campanhas da marca de lingerie e as colocou lado a lado com as imagens e modelos originais. Na primeira, ela aprece com uma peça vinho e, diferentemente da foto original, não veste uma blusa preta para cobrir a parte de cima do corpo.

Leia também: Contra padrão estético, jovem posta fotos de viagem pelo mundo fazendo caretas

Já as outras duas reproduções da modelo são quase exatas às originais. Na segunda, Tabria usa uma calcinha e um sutiã estampados, já na terceira, usa uma peça única com transparência na cor preto. Apesar de muitos usuários apontarem que a plus size ficou melhor nas fotos do que as modelos originais, o objetivo de Tabria não era competir com essas mulheres, mas sim apontar a falta de representatividade nas campanhas da marca.