Tamanho do texto

O relacionamento de Wilhelmina e Henry envolve anos de amor que levaram ao: "E eu vos declaro cachorro e esposa"; conheça a história

Wilhelmina Morgan Callaghan, de 43 anos, vive na Irlanda do Norte e estava cansada de se decepcionar com relacionamentos amorosos. Entretanto, após um ano vivendo com Henry Frederick Stanley Morgan, ela decidiu se casar. A diferença entre Henry e os outros? Ele é um cachorro.

Leia também: Homens compartilham suas maiores decepções com casamento

Wilhelmina Morgan Callaghan decidiu se casar com cachorro depois de viver muitas decepções amorosas
Reprodução/Facebook
Wilhelmina Morgan Callaghan decidiu se casar com cachorro depois de viver muitas decepções amorosas


O pequeno Yorkshire foi adotado pela irlandesa em 2009 e a ideia de se tornarem “ cachorro e esposa” surgiu depois de muitas decepções amorosas e a descoberta de um site especializado em oficializar a união entre pessoas e seus animais de estimação. Em 2017, eles completam sete anos de casados.  Embora o "casal" tenha recebido um certificado através do website — e tenham a amiga da noiva como testemunha do casamento — a união é apenas "espiritual", mas isso não impede a mulher de levar tudo bem a sério. 

Leia também: Agachamento com cachorro é nova febre nas redes sociais; confira fotos

Para o casório, ela usou um site especializado na união entre animais de estimação e humanos
Reprodução/Facebook
Para o casório, ela usou um site especializado na união entre animais de estimação e humanos

Ao veículo britânico “Daily Mail”, Wilhelmina conta que após a "união formal", o relacionamento  entre ela e o bichinho tornou-se muito forte e os laços se intensificaram. Segundo ela, os dois possuem até uma música. "Quando eu canto, ele corre. Chamo de ‘Canção de Harry’ e inclui as letras, ‘Harry é meu amor. Harry é o único'", conta.

Além do "marido", a mulher tem outros dez animais em casa: Merrick-Thor, Mercurius, Medeia, Celia, Madoc, Francesca, Bebe, Victor, Blodwen e Ludwig.  "Todos nos damos bem — na maioria das vezes — mas pode haver brigas", afirma ela. Nessas situações, Henry geralmente é o pacificador. "É uma das muitas coisas que eu amo sobre ele", explica. "Ele não é um cão alfa, ele é gentil, amigável e fácil".

A irlandesa é apaixonada por animais e, além do
Reprodução/Facebook
A irlandesa é apaixonada por animais e, além do "marido" Henry, ela tem outros dez cachorros em casa









Tempos difíceis

Wilhelmina também conta que 2010 foi um ano difícil e Henry foi um ótimo apoio.  "Ele esteve lá por mim mais do que todos os homens já estiveram." Naquele ano, ela perdeu o emprego no necrotério onde trabalhava e teve de começar a ser embalsamadora freelancer.

Leia também: Sexo oral no casamento? Noivos dão "escapadinha" e foto polêmica viraliza

As dificuldades financeiras foram agravadas quando a casa onde ela morava foi inundada. "Mas Henry foi excelente por toda parte, ele é tão leal... Ao contrário de outros casamentos que desmoronam, eu sei que estou com ele por toda a vida. As pessoas podem pensar que estou louca, mas ele é perfeito para mim", comenta a mulher sobre o cachorro-marido.